Venezuelanos com HIV clamam por remédios em visita de chefe da Opas

CARACAS – Com máscaras ou caixas vazias de remédios que não conseguem obter grudadas no corpo, dezenas de portadores de HIV protestaram, nesta quinta-feira, em frente à sede da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) em Caracas, durante a visita da representante desse organismo, Carissa Etienne.— Não mais mortes, queremos remédios — gritavam os manifestantes enquanto colavam na fachada do organismo cartazes com nomes de portadores de HIV que morreram pela falta de antirretrovirais na Venezuela. LEIA MAIS: Colômbia recebeu mais de um milhão de venezuelanos em 1 ano e 4 meses Êxodo venezuelano: colapso social compromete uma geração de jovensNas famílias mais pobres na Venezuela, pais emigram e deixam crianças com avósNo protesto, a ONG Rede Venezuelana de Gente Positiva entregou à Opas um documento em que denuncia que “mais de 80.000 pessoas com HIV e Aids se encontram afetadas e em perigo pelo desabastecimento de 100% de medicamentos antirretrovirais”.Na Venezuela, que sofre uma grave crise com hiperinflação e falta de alimentos, a escassez de fármacos é de entre 85% e 100%, segundo a Federação Farmacêutica.Sthefany Ramírez, de 24 anos, e vários de seus familiares – incluindo seu bebê – tem HIV e há um ano não conseguem o tratamento. — Quando vou à farmácia me dizem que não há medicamentos. (…). O governo não deu a assinatura para que os medicamentos passem, houve mortos demais — disse à AFP na manifestação. “Queremos viver”, se lia em vários cartazes de pessoas que exigiam que a diretora da Opas os atendesse. Espera-se que Etienne se reúna durante a tarde com o chanceler, Jorge Arreaza. Em 11 de junho, o governo de Nicolás Maduro fez um acordo com a Opas para adquirir medicamentos. Segundo a Rede Venezuelana de Gente Positiva, desde maio de 2017 o Ministério da Saúde não assinou ordens de compra de antirretrovirais, que escasseiam desde 2009. A organização pediu a Etienne que ajude a solucionar “a emergência humanitária”, com doações de remédios, vacinas e insumos. Sete chavistas que se tornaram dissidentes do governo Maduro
Leia a notícia completa em O Globo Venezuelanos com HIV clamam por remédios em visita de chefe da Opas

O que você pensa sobre isso?