Termina hoje prazo para visitar imóveis da união à venda no DF

Termina nesta terça-feira (17) o prazo para quem quiser visitar os 21 apartamentos e sete lotes da União no Distrito Federal colocados à venda pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Amanhã (18) haverá uma concorrência pública para a venda dos imóveis, quando os interessados poderão apresentar propostas de compra. Pessoas físicas e jurídicas podem participar da concorrência, vedada apenas a servidores do Ministério do Planejamento.

 

A entrega das propostas deverá ser feita entre as 10h e 14h desta quarta-feira (18) no auditório térreo do Ministério do Planejamento, no bloco K, da Esplanada dos Ministérios. Logo em seguida, as ofertas serão abertas para conhecimento de todos. A proposta vencedora será a de maior valor, que deve ser igual ou superior ao preço mínimo definido por meio de edital.

 

De acordo com o Ministério do Planejamento, a procura pelos imóveis está grande e, até a última sexta-feira (13), mais de 400 visitas foram feitas aos apartamentos nos bairros Asa Norte e Asa Sul, área nobre da capital.

 

Os 21 apartamentos à venda têm de 2 a 4 quartos com preços mínimos de R$ 592 mil a R$ 1,386 milhão. Há 14 apartamentos disponíveis na Asa Norte e sete na Asa Sul. Também estão disponíveis seis terrenos residenciais no Lago Sul e um no Guará II.

 

Até às 17h de hoje ainda é possível conhecer os imóveis pessoalmente. Visitas podem ser agendadas pelo telefone (61) 2020-1904 ou pelo email vendaspu@planejamento.gov.br. Quem não puder visitar os imóveis, pode ver as fotos dos apartamentos e lotes no endereço eletrônico do ministério.

 

Amanhã, os interessados em comprar imóveis precisam apresentar a documentação exigida e proposta de preço. Para participar, também é preciso que o comprador recolha uma caução correspondente a 5% do preço mínimo do imóvel escolhido. Esse depósito deve ser feito antes da apresentação da proposta e será devolvido aos interessados que não tiverem sua proposta escolhida.

 

O edital foi lançado no último dia 15 de março e, de acordo com o Ministério. tem por objetivo “reduzir gastos e aumentar a arrecadação com a venda de imóveis que estão desocupados e não podem ser de uso público”. O valor total mínimo dos 28 imóveis soma R$ 39,490 milhões.

 

O pagamento do valor do imóvel será feito à vista, com recursos próprios ou por meio de financiamento imobiliário.


Leia a notícia completa em EBC Termina hoje prazo para visitar imóveis da união à venda no DF

O que você pensa sobre isso?