Previsto para maio, leilão de distribuidoras da Eletrobras deve ser adiado

BRASÍLIA – O leilão das seis distribuidoras da Eletrobras, previsto para 21 de maio, deve ser postergado. O relator do processo no Tribunal de Contas da União (TCU), ministro José Múcio, afirmou nesta terça-feira que a área técnica precisa de tempo para analisar novas informações pedidas pela procuradora do Ministério Público junto ao Tribunal, Cristina Machado, e que ainda serão dadas pelo governo.

A previsão é que o processo só seja devolvido ao plenário dentro de um mês. A equipe econômica aguarda o parecer do TCU para publicar o edital do leilão.

— Isso (o processo) está sendo devolvido para a unidade técnica, que deve demorar de 2 a 3 semanas para fazer a análise. Depois vamos remeter para a procuradora (do Ministério Público) para saber se as questões que ela levantou foram respondidas e volta para análise aqui. Acho que dentro de um mês, um mês e pouco, volta para análise do plenário — disse Múcio.

Ele recebeu os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia, do Planejamento, Esteves Colnago, e de Minas e Energia, Moreira Franco. Os ministros queriam do Tribunal um cronograma de quando seria possível devolver o processo ao plenário. Moreira esclareceu que as informações solicitadas ao governo serão enviadas ao TCU “em 2 ou 3 dias”.

Entre os dados solicitados estão, por exemplo, uma análise separada de cada empresa e, ainda, algumas diligências por parte do Executivo e do TCU.


Leia a notícia completa em O Globo Previsto para maio, leilão de distribuidoras da Eletrobras deve ser adiado

O que você pensa sobre isso?