PM ferido a bala ao reagir a assalto no Tabuleiro tem estado de saúde gravíssimo

Edvaldo Felix Barros foi submetido a cirurgia na cabeça para a retirada da bala. O suspeito de cometer o assalto foi baleado e depois espancado por pulares. Ele morreu no local. Sangue ficou espalhado na frente do ponto do ônibus onde ocorreu o assalto
Heliana Gonçalves / TV Gazeta
É gravíssimo o estado de saúde do policial militar Edvaldo Felix Barros, ferido ao reagir a um assalto no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió. A informação foi confirmada na tarde deste sábado (4) pelo Hospital Geral do Estado (HGE), onde ele está internado. O suspito do crime morreu.
O militar estava esperando o ônibus quando um criminoso chegou ao local em uma motocicleta e anunciou o assalto.
Quando o criminoso abordou o policial, ele puxou uma arma e atirou contra o assaltante na região da barriga. O assaltante chegou a disparar três tiros contra o PM. Um dos disparos atingiu a cabeça do militar.
De acordo com o HGE, o PM foi submetido a uma cirurgia no crânio para retirada da bala. Em seguida o paciente foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde se encontra entubado e sedado. O Boletim Médico afirma que o estado de saúde dele é gravíssimo.
O assaltante, ainda não identificado, foi baleado na barriga pelo militar. Ferido, ele conseguiu subir motocicleta e andar por poucos metros, mas caiu e foi linchado por populares.
Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local, fez os primeiros socorros e o encaminhou ao HGE, mas não resistiu aos ferimentos.
Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
Leia a notícia completa em G1 PM ferido a bala ao reagir a assalto no Tabuleiro tem estado de saúde gravíssimo

O que você pensa sobre isso?