Passagem do furacão Michael provoca pelo menos 16 mortes nos EUA

Equipes de resgate usam helicópteros para encontrar e resgatar sobreviventes no Noroeste da Flórida. Furacão é o terceiro pior da história dos EUA continental. Mortes provocadas pela passagem do furacão Michael nos EUA já são 16
O furacão Michael provocou pelo menos 16 mortes nos Estados Unidos. Equipes de resgate usam helicópteros para encontrar e resgatar sobreviventes no Noroeste da Flórida, depois da passagem do furacão Michael, o terceiro pior da história dos Estados Unidos continental.
A moradora de Mexico Beach, considerada o marco zero do desastre, se emociona e diz que nunca sentiu tanto medo na vida. Outra perdeu tudo que tinha.
“É um pesadelo, fico pensando que vou acordar e isso não vai ser verdade”, disse ela.
A agência americana que monitora os oceanos e a atmosfera divulgou a foto de antes e depois da passagem do furacão. Em várias partes de Mexico Beach não sobrou nada.
O furacão atingiu as redes de telefonia e quem está na região tem dificuldade de se comunicar.
Depois de varrer o Noroeste da Flórida, o furacão Michael virou tempestade tropical e inundou áreas da Geórgia, das Carolinas do Sul e do Norte e ainda causou estragos em partes da Virgínia.
Agora Michael já está fora do território americano, sobre o Oceano Atlântico.
O ano de 2018 entrará para a história como um dos anos em que os EUA mais sofreram com desastres naturais, e isso antes mesmo da passagem do furacão Michael.
Até setembro, o país já tinha sido atingido por duas tempestades de neve, dezenas de incêndios na costa Oeste, seca no Centro-Oeste, tornados e pelo menos um outro grande furacão que custaram aos Estados Unidos US$ 11 bilhões.
Leia a notícia completa em G1 Passagem do furacão Michael provoca pelo menos 16 mortes nos EUA

O que você pensa sobre isso?