Paraná, sexta-feira, 13 de julho de 2018

Boa noite! Aqui estão as principais notícias para você terminar o dia bem-informado. O Ministério Público do Paraná (MP-PR) denunciou 14 pessoas por organização criminosa, fraude a licitação e falsidade ideológica nesta sexta-feira (13), em Curitiba, na Operação Riquixá.
A investigação apura suposto esquema de fraudes em licitações do transporte público em várias cidades do Paraná e de outros estados.
Ministério Público do Paraná denuncia 14 pessoas por fraude no transporte público
Entre os denunciados, está o secretário de Estado da Administração e da Previdência (Seap), Fernando Eugênio Ghignone. Além dessa, outras quatro ações penais sobre o caso tramitam na Justiça.
Maconha para uso medicinal
Uma curitibana conseguiu na Justiça Estadual do Paraná o direito de cultivar e manusear maconha medicinal para uso próprio contra sintomas causados por um tumor benigno no cérebro.
Paranaense ganha na justiça autorização para usar óleo de maconha para tratamento médico
A doença se manifestou em 2010 e, segundo a paciente, arruinou a qualidade de vida dela — houve pioras na mobilidade e na visão, fortes dores de cabeça, fraqueza muscular profunda, perda de consciência, espasmos musculares e alterações hormonais.
“Houve uma melhora imediata, principalmente na parte de espasmos musculares e de sono. Imediatamente quando você começa a utilizar o óleo, você já sente a diferença na qualidade de vida absurda”, disse a mulher.
Justiça condena 50 pessoas
A Justiça Federal de Paranavaí, no noroeste do Paraná, já condenou 50 pessoas em processos decorrentes da Operação Celeno, que desarticulou o maior esquema de importação clandestina de anabolizantes e eletrônicos por meio aéreo no Brasil, segundo o Ministério Público Federal.
Justiça de Paranavaí condena 50 pessoas por contrabando de anabolizantes
Os investigados viraram réus dois meses após a deflagração da operação, que foi realizada em junho de 2016. De acordo com as investigações da Polícia Federal, a quadrilha movimentava cerca de R$ 3 bilhões por ano em mercadorias trazidas clandestinamente para o país.
Caso Andriely: ex vira réu
A Justiça aceitou denúncia nesta sexta contra o policial militar Diogo Costa pela morte da ex-mulher Andriely Gonçalves da Silva, de 22 anos, que desapareceu em 9 de maio, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba.
Corpo de Andriely Gonçalves da Silva foi encontrado na Serra da Graciosa, no litoral do Paraná
Reprodução/RPC
O corpo foi encontrado na Serra da Graciosa, no litoral do estado, em 8 de junho. O ex-marido da vítima está preso desde maio no Batalhão de Guarda da Polícia Militar.
O réu teve a prisão temporária convertida em preventiva pelo juiz Hermes da Fonseca Neto, da 1ª Vara Criminal de Colombo.
Onça é flagrada em quintal de casa em Cascavel
Moradores de Cascavel, no oeste do Paraná, voltaram a ver uma onça na madrugada desta sexta. Luiz Gilberto Mazurek filmou a aparição do felino.
Morador filma onça no quintal de casa em Cascavel: ‘Levou a galinha’
O animal surgiu no quintal da casa dele, que fica nos fundos do Lago Municipal de Cascavel, por volta da 1h. “A onça estava aqui, bem no meu quintal. Eu fiquei a uns seis metros dela”, relata Mazurek. Ele conta que ela ainda ‘levou’ uma galinha dele.
Curtas e rápidas
Jovem que atingiu três pessoas ao empinar moto recebe alta de hospital em Curitiba
Justiça determina bloqueio de bens de vereadores em novo processo da Operação ZR3
Polícia volta atrás sobre lesões no corpo de mulher encontrada morta em prédio de Londrina
Carro de empresa de Maringá acumula mais de R$ 2 milhões em multas
Termina estoque da vacina contra a gripe disponibilizada para toda a população, em Curitiba
Guarda Municipal prende suspeito de matar ex-namorada a facadas em Foz do Iguaçu
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Leia a notícia completa em G1 Paraná, sexta-feira, 13 de julho de 2018

O que você pensa sobre isso?