Pacientes sofrem com filas e falta de remédios em farmácia de alto custo em Campinas

Moradores esperam por horas, mas às vezes saem sem medicamento; segundo eles, problema é antigo. Pacientes que dependem de medicamentos da Farmácia de Alto Custo do bairro Ponte Preta, em Campinas (SP), têm sofrido com filas enormes e longas esperas no atendimento. Em alguns casos, a espera dura horas e, mesmo assim, não é garantia de conseguir o remédio necessário.
“Eu estou transplantada de fígado duas vezes, com a perna toda inchada, e a gente fica aqui. Agora está reformando aqui e não tem lugar pra gente sentar, tem mais de 300 pessoas lá dentro. E toda vez que a gente vem é isso daí”, conta a dona de casa Lilian Maria Camargo.
Quem enfrenta a fila é porque não tem condições de pagar pelos remédios caros. Os medicamento são fornecidos pelo Governo, mas a demora para ser atendido, causada também pelo rigor do sistema, tem sido grande. E quem espera ainda convive com o trabalho de reconstrução do forro da farmácia.
A Lilian conseguiu voltar pra casa com a medicação, mas sabe que logo vai passar por isso de novo.
“Toda vez que a gente vem é a mesma coisa. Eles não mudam nunca, nunca, nunca, nunca. Tem pessoas aqui que tem ficar na fila, pessoas com muletas, pessoas em cadeira de rodas”
Já a aposentada Marlene Teixeira Dias passou pela fila e entrou, mas não conseguiu o remédio que precisava. “Quando eu cheguei na mesa, ela olhou a documentação e falou: ‘Já é a terceira vez que chegou o adesivo, foi disponibilizado muito poucos adesivos, não tem, já acabou’”, conta.
Pacientes sofrem com filas e falta de remédios em farmácia de alto custo em Campinas
Reprodução/EPTV
O medicamento é para tratar a mãe da Marlene, que sofre de mal de Alzheimer. Sem solução, o jeito é comprar na farmácia privada o remédio. “Já é a quinta vez que eu estou aqui”, diz. “Custa quase R$ 500 uma caixinha que não dá para o mês”.
A Secretaria Estadual de Saúde disse que o medicamento esperado pela Marlene é fornecido pelo Governo Federal e que aguarda a entrega. A EPTV, afiliada da TV Globo, procurou o Ministério da Saúde, mas, por causa do horário, não foi possível confirmar se o remédio está em falta.
Já em relação à obra no forro, bem no horário do atendimento, a Secretaria do Estado disse que o serviço terminou nesta sexta-feira (13) e não interferiu no funcionamento.
Veja mais notícias da região no G1 Campinas
Leia a notícia completa em G1 Pacientes sofrem com filas e falta de remédios em farmácia de alto custo em Campinas

O que você pensa sobre isso?