Justiça do Rio torna a presidente do Salgueiro inelegível

62925274_TI - Regina Celi presidente do Salgueiro será homenageada pelo Arranco do Engenho de Dentro.jpg

RIO – O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) considerou inelegível a presidente do Acadêmicos do Salgueiro, Regina Celi, em decisão tomada nesta quarta-feira. A ação, que ainda cabe recurso, foi movida pela chapa de oposição liderada por André Vaz. A oposição questiona a possibilidade do quarto mandato de Regina Celi (o estatuto da escola só permite uma reeleição) e também a composição da chapa da mandatária. A presidente deverá deixar o cargo após a decisão ser publicada no Diário Oficial. O GLOBO ainda não conseguiu contato com a agremiação.

LEIA TAMBÉM: Eleição no Salgueiro acontece no momento em que milícia, bicho e tráfico disputam áreas na Tijuca

Acervo O GLOBO: Primeiro título do Salgueiro, a vermelho e branco da Tijuca, é conquistado em 1960

Fotogal: Sambódromo é inaugurado no Rio

LINKS CARNAVAL 07/05

Regina alcançou o seu quarto mandato. Ex-mulher de Luiz Augusto Duran, o Fu, ela assumiu a presidência da escola em 2009 para um mandato de três anos. Foi reeleita para o que seria o seu último mandato entre 2012 e 2014. Em 2012, porém, uma mudança no estatuto do Salgueiro ampliou para quatro anos o mandato presidencial, que passaria a vigorar na próxima eleição.

Em 2014, ano da nova eleição, Regina disputou, e venceu, novamente com o argumento de que seria um novo mandato, e não uma segunda reeleição, com a mudança nas regras eleitorais. Na época, as chapas de oposição lideradas pelo intérprete Quinho e pelo seu ex-marido foram impugnadas pela comissão eleitoral. Regina foi aclamada presidente para mais quatro anos.

LEIA TAMBÉM: Megablocos não desfilarão na Zona Sul do Rio, diz presidente da Riotur

Fernanda Montenegro declina convite para ser enredo da Mangueira

Riotur levanta possibilidade de retomar projeto da Cidade do Samba 2

A eleição ocorreu no último dia 6 de maio, quando Regina Celi obteve 247 votos, contra 124 de André Vaz. A chapa de oposição, liderada por Vaz, chegou a obter uma liminar cancelando a votação, mas a decisão foi revertida pelos advogados da atual presidente Regina Celi. Foi grande a presença de cabos eleitorais no entorno da sede da escola.


Leia a notícia completa em O Globo Justiça do Rio torna a presidente do Salgueiro inelegível

O que você pensa sobre isso?