Justiça de SP ordena prisão preventiva de homem que matou ex-mulher a tiros

SÃO PAULO – O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) determinou neste sábado a prisão preventiva do comerciante José Manuel da Silva, de 48 anos, acusado de matar a tiros a ex-mulher na Zona Sul da capital paulista. Segundo a polícia, o comerciante confessou ter matado a dona de casa Renata Solange de Souza, de 34 anos. Apesar de estarem separados havia três anos, eles moravam juntos com os três filhos.O caso foi registrado como feminicídio no 89º Distrito Policial (DP), Portal do Morumbi. O crime ocorreu por volta das 22h de sexta-feira (12), quando José atirou cinco vezes em Renata. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.Também na sexta-feira, Sheron Chaves Monteiro, que tinha 34 anos, morreu no Hospital Regional do Grajaú, após ter sido internada com queimaduras causadas pelo companheiro Alex Alexandre Ferreira na última segunda-feira (8).Segundo a polícia, a mulher foi atacada por Alex, que teria ateado fogo no corpo da vítima. O suspeito, Alex Alexandre Ferreira, está desaparecido. Conforme consta no registro de ocorrência, Sheron já tinha registrado queixa contra Alex por lesão corporal e ameaça em agosto. De acordo com familiares, o casal teria reatado o relacionamento uma semana antes da morte de Sheron.
Leia a notícia completa em O Globo Justiça de SP ordena prisão preventiva de homem que matou ex-mulher a tiros

O que você pensa sobre isso?