Flamengo vence Fluminense por 3 a 0 e garante vice-liderança


O 3 a 0 sobre o Corinthians fora de casa fez o torcedor do Flamengo voltar a sonhar há uma semana. O placar se repetiu neste sábado, dessa vez contra em um Fla-Flu, com ótima atuação ofensiva e dois gols do colombiano Uribe. A vitória deixa o time em segundo lugar na tabela, com 55 pontos, um a menos do que o Palmeiras — que recebe o Grêmio neste domingo, às 16h, em São Paulo.— A gente precisava de uma jogo assim: ganhar confiança no Maracanã. Estou feliz porque foi uma partida importante para brigar pelo campeonato — disse Uribe ao fim do jogo.Hoje, o rubro-negro pode ser ultrapassado pelo Internacional (53 pontos, em 3º), que recebe o São Paulo (52, 4º), às 16h, no Beira-Rio. Caso vença, o tricolor paulista se igualaria ao Flamengo em pontos, mas seguirá atrás na tabela por ter menos vitórias (14 x 16). Para o Fluminense, que nutria esperanças de vencer para se aproximar do G-6, a derrota deixou o time ainda mais longe da zona de classificação para a Libertadores.Domínio da bolaO time de Dorival Júnior era melhor sob qualquer perspectiva no primeiro tempo. O time terminou o primeiro tempo com 63% da posse de bola, melhor acerto nos passes (84% x 79%) e arriscava muito mais chutes. Foram 11 contra apenas cinco do tricolor no período.A bola circulava buscando Vitinho pela esquerda — aproveitando-se da improvisação de Mateus Norton pelo setor —e Éverton Ribeiro pela direita. O volante Willian Arão teve uma ótima participação no primeiro tempo aproveitando-se do recuo tricolor para dentro da área. Como elemento surpresa, ele chegava com perigo. Tivesse melhor pontaria, poderia ter balançado a rede em uma das três chances que teve. Em um cruzamento de Vitinho, o colombiano Uribe conseguiu desviar de cabeça entre dois zagueiros. A bola ainda resvalou em Digão antes de entrar aos 10 minutos .A chance que o Fluminense teve aconteceu aos quatro minutos de jogo, quando Luciano, em um contra-ataque, arriscou de longe. A bola foi forte e César defendeu em dois tempos. Assustou, mas não se repetiu mais. Nervoso e desorganizado, o time apostava em chutões de longe e dificultava a organização de jogadas no meio-campo. A consequência é que a bola rapidamente era recuperada pelo adversário.Recém-negociado com o Milan, da Itália, Lucas Paquetá fazia uma partida sem firulas. Objetivo, ajudava a bola a circular, enervando ainda mais os adversários e aproveitando-se dos espaços. O tricolor já contava os segundos para a ida ao vestiário quando o Flamengo marcou seu segundo gol. Em escanteio cobrado por Vitinho, Léo Duarte subiu para cabecear no canto direito, rente à trave de Júlio César, e ampliar. No intervalo, o zagueiro rubro-negro brincou:— A noite inteira vinha sofrendo de mal-estar. Fico feliz de ter feito o gol. Acho que deu certo. Essa virose tá me ajudando.Para tentar corrigir um dos problemas da equipe, Marcelo Oliveira substituiu Mateus Norton, e colocou o jovem Daniel na equipe. Com Jadson passando a atuar na lateral-direita, a ideia era dar um fôlego novo ao setor ofensivo tricolor. Mas demorou pouco para o time ser punido mais uma vez.Aos 3 minutos, numa trapalhada de Júlio César em tentativa de lançamento no campo de defesa, o Flamengo ficou com a bola, que sobrou para Paquetá chutar. Digão tentou cortar de cabeça, mas a bola sobrou com Uribe, que ainda dividiu com Júlio César antes de marcar. Foi o terceiro gol dele com a camisa rubro-negra.Com a larga vantagem, o Flamengo passou a diminuir o ritmo. Aos 20, Réver sentiu dores na coxa esquerda e foi substituído por Rhodolfo. No melhor lance do Fluminense em todo o jogo, o goleiro César apareceu bem ao fazer defesa em cabeceio de Ayrton Lucas.Antes da partida, nos arredores do Maracanã, membros de torcidas organizadas dos dois clubes entraram em confronto. Imagens das brigas filmadas por moradores da região circularam ao longo do dia nas redes sociais. De acordo com a Polícia Militar, sete torcedores foram detidos.Ficha do Jogo Flamengo: César, Pará, Léo Duarte, Réver (Rhodolfo) e Renê; Cuéllar, Willian Arão,
Lucas Paquetá e Éverton Ribeiro (Berrío); Vitinho e Uribe (Rômulo).Fluminense: Júlio César, Ibañez (Dodi), Gum e Digão; Mateus Norton (Daniel); Richard,
Jadson e Ayrton Lucas; Marcos Júnior (Matheus Alessandro), Everaldo e
Luciano.Gols: 1T: Uribe, aos 10 minutos, Leo Duarte, aos 46 minutos.
2T: Uribe, aos 3 minutos. Juiz: Wilson Pereira Sampaio
(Fifa-GO). Cartões amarelos: Willian Arão, Pará, Gum, Mateus
Norton. Público pagante: 48.894 (52.924 presentes).
Renda: R$ 1.140.402,00. Local: Maracanã.
Leia a notícia completa em O Globo Flamengo vence Fluminense por 3 a 0 e garante vice-liderança

O que você pensa sobre isso?