Designer morta pelo ex-namorado indiciado por feminicídio é homenageada em missa de 7º dia, em Blumenau


A Polícia Civil concluiu na sexta-feira o inquérito sobe o assassinato e indiciou Everton Balbinot de Souza por feminicído. Ex-namorado é indiciado pelo crime de feminicídio por morte de designer em Blumenau
Amigos e familiares da designer de moda Bianca Mayara Wacholz, de 29 anos, participaram na noite de sábado (5) da missa de sétimo dia em memória da artista, morta pelo ex-namorado Everton Balbinot de Souza, de 30 anos, com um tiro na cabeça. A homenagem ocorreu na Catedral São Paulo Apóstolo, no Centro, de Blumenau, no Vale do Itajaí.
A Polícia Civil concluíu na sexta-feira (3) o inquérito sobe o assassinato e indiciou o ex, que trabalhava como motorista de aplicativo, pelo crime de feminicídio. Ele está preso preventivamente desde o dia 27 de junho, após determinação da Justiça. A pena para esse tipo de caso pode chegar a 30 anos.
Missa de 7° dia da designer de moda e artista Bianca Mayara Wacholz na catedral de Blumenau
Reprodução/ NSC TV
Segundo a polícia, o ex-namorado teria confessado o feminicídio para a família. De acordo com o depoimento das testemunhas à polícia, Everton ligou para o pai dele e falou sobre o crime. Durante o interrogatório na delegacia, porém, ele permaneceu calado, conforme o delegado David Sarraff.
A defesa do suspeito pretende analisar as denúncias e nos próximos dias pretende formalizar um pedido de revogação da prisão preventiva para que ele possa responder ao processo em liberdade.
Bianca Mayara Wacholz com o ex-namorado e suspeito de matá-la, Everton Balbinot de Souza
Reprodução/NSC TV
O crime ocorreu na casa da mãe da vítima, no bairro Itoupava Central. Testemunhas contaram que o ex pulou o muro e invadiu a casa. Ela tentou correr, mas foi morta no banheiro. O corpo da designer de moda foi velado e cremado no dia 26 de junho.
Bianca era feminista e voluntária em um grupo que ajuda mulheres vítimas de violência. Após a morte da designer de moda, amigas de Bianca fizeram uma vigília e organizaram um debate sobre feminicídio em frente ao painel que ela fez com o retrato de Frida Kahlo.
Artiste e designer de moda Bianca Mayara Wacholz, de 29 anos, morta com um tiro na cabeça em Blumenau
Reprodução/ NSC TV
Agressões do namorado
O relacionamento da designer de moda com o motorista de aplicativo durou pouco mais de um ano. Há 15 dias, ela decidiu voltar a morar com a mãe, mas ele não teria aceitado a separação.
A amiga Nachara Feliponi conta que o namorado parecia ser “uma pessoa maravilhosa”, mas recentemente Bianca teria contado agressões.
“Batia. Chegou a cortar a mão dela, estrangular ela. Só que isso ela só contou para gente agora, pra mim e para a mãe dela”, disse Nachara.
Confirma mais notícias do estado no G1 SC.
Vítima morta em SC já tinha sido ameaçada pelo ex-namorado, dizem amigos.
Arquivo pessoal
Leia a notícia completa em G1 Designer morta pelo ex-namorado indiciado por feminicídio é homenageada em missa de 7º dia, em Blumenau

O que você pensa sobre isso?