Brasil bate a Sérvia e conquista segunda vitória seguida na Copa das Nações

AmandafromBrazilspikestheballwithStevanovicandAntonijevicfromSerbia.jpgDepois de uma estreia para esquecer – com atuação irreconhecível na derrota para a Alemanha -, a seleção brasileira feminina de vôlei se recuperou e encerrou a primeira semana da Copa das Nações, nesta quinta-feira, em Barueri (SP), com a segunda vitória seguida, desta vez sobre a Sérvia, por 3 sets a 1 (23/25, 25/22, 25/14 e 25/21), de virada. As rivais, vice-campeãs olímpicas e que não tinham perdido nenhum set até agora na competição, eram consideradas as adversárias mais complicadas desta etapa da competição.

A central Ana Beatriz foi a maior pontuadora da partida, com 18 acertos. Pela Sérvia, quem mais pontuou foram Mina Popovic e Jovana Stevanovic, com 13 acertos. Mas foi a ponteira Amanda quem mais se destacou no jogo, recebendo elogios do técnico José Roberto Guimarães.

– A Amanda fez uma partida excepcional. Ela já tinha nos ajudado contra o Japão. Hoje (nesta quinta-feira), ela foi muito importante também. Ela tem esse espírito de querer melhorar sempre, de lutar, que é fundamental para estar na seleção – elogiou o treinador, que também estendeu o afago a todo a equipe. – Eu estou muito feliz pelo que o time apresentou. Sofremos muito depois da derrota para a Alemanha. É esse espírito de luta que a gente quer ver. Podemos perder, mas temos que vender muito caro a derrota.

Para Amanda, a vitória é fruto do trabalho da equipe, que não se deixou abater após a derrota para a Alemanha e está evoluindo.

– A gente tem que confiar e melhorar a cada jogo. A Sérvia é uma equipe totalmente diferente da do Japão, com um bloqueio muito forte, por isso, nós treinamos muito. A cada jogo, tentamos fazer algo diferente para surpreender. Deu certo – analisou ela, que não quis os louros da vitória só para si. – Se eu tive uma boa atuação, é porque toda a equipe teve. Mas tem muito trabalho pela frente ainda.

Agora, a seleção viaja para Ancara, na Turquia, onde na próxima semana – entre 22 e 24 de maio – enfrenta Argentina, República Dominicana e Turquia.

Jogo equilibrado

Embalada pela vitória sobre o Japão, a seleção começou a partida contra a Sérvia bem concentrada e conseguiu ficar à frente do placar até que as rivais, com três pontos seguidos, fizeram 11/10. O Brasil passou à frente em um erro de ataque de Boskovic (12/11), e o jogo seguiu equilibrado até o fim. Em um ataque de Boskovic, as sérvias fecharam em 25/23. Apesar da derrota no primeiro set, a seleção não se abalou, e começou bem a parcial seguinte. No entanto, quando vencia por 18/15, cometeu erros em sequência e permitiu o empate. Zé Roberto pediu tempo e acertou o time, que venceu por 25/22.

No terceiro set, a Sérvia tentou se impor em cima dos erros individuais do Brasil. Conseguiu se manter à frente até que, no bloqueio de Adenízia, uma das melhores em quadra, a seleção abriu 8/6. A partir daí, as rivais se desestabilizaram. Enquanto cometiam erros bobos de recepção e passe e não conseguiam ser efetivas no ataque, via o Brasil se distanciar no placar. Com Amanda inspirada, a seleção abriu 19/11, e, em um ataque para fora das adversárias, a equipe de Zé Roberto Guimarães fechou em 25/14.

No quarto set, com a confiança nas alturas, o Brasil já não foi mais incomodado pelas sérvias. Elas até lutaram e conseguiram deixar o jogo um pouco mais equilibrado do que na parcial anterior, mas a seleção brasileira foi melhor em quadra e, sem afobações nem erros, conduziu o set até a vitória, sem sustos. No fim, recompensada pelo grande desempenho, Amanda fechou o jogo em um ataque: 25/21.

ANÁLISE: Vôlei do Brasil vai precisar muito de Jaqueline


Leia a notícia completa em O Globo Brasil bate a Sérvia e conquista segunda vitória seguida na Copa das Nações

O que você pensa sobre isso?