Ativista, estudante de Valinhos prepara discurso em defesa dos refugiados para convenção na ONU; vídeo

Conferência Mundial de Jovens será entre os dias 9 e 14 de agosto, em Nova York. Estudante de Valinhos se prepara para discursar na ONU, em Nova York
A estudante Ingrid Carolina Soto Escobar Ribeiro, 16 anos, descobriu a paixão por ajudar outras pessoas na infância. Com trajetória marcada por ações solidárias, ela se prepara para deixar a casa em Valinhos (SP) neste mês e seguir para uma convenção mundial de jovens na Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York, EUA, onde fará um discurso em defesa dos refugiados.
“Quando eu era pequena, eu vi nos noticiários o quanto que as crianças estavam sofrendo. E eu também era uma criança. Então, pra mim aquilo me chocou e tocou muito ao mesmo tempo”, explica Ingrid. Veja no vídeo um trecho do texto que ela planeja ler durante o evento.
A jovem lembra que o sonho de tornar-se embaixadora da ONU surgiu ao acompanhar diversas reportagens sobre trabalhos feitos pela instituição em países com situações de miséria ou conflito.
Ingrid prepara discurso que será lido na durante convenção da ONU
Reprodução / EPTV
“Eu sempre sonhei em ver um mundo em que não há fronteiras. Hoje eu vejo tanta injustiça, e pessoas que não acreditam na minha geração [..] Nós podemos fazer muito”, diz emocionada.
Em 2013, o G1 mostrou uma ação em que a jovem conseguiu arrecadar ao menos 300 brinquedos doados durante a semana do Natal para crianças refugiadas em casas e instituições em São Paulo. À época, ela já havia gravado a música “Paz e União”, publicada no site da ONU no ano anterior.
Adolescente já teve música publicada no site da organização
Reprodução / EPTV
A família da adolescente encoraja e acompanha todos os trabalhos feitos pela adolescente, incluindo busca por donativos muitas vezes destinados para quem ela nunca conheceu.
“Ela nasceu com a vontade de ajudar, com a vontade da solidariedade. E a gente teve que incorporar”, destaca o pai, José Ueliton Ribeiro.
Pais acompanham ações realizadas pela filha, em Valinhos
Reprodução / EPTV
Um dos apoios recebidos por Ingrid é oferecido por uma escola de música, em Valinhos. “Meu esposo tem uma loja de instrumentos, eu tenho a escola. Então a gente começou essa relação com a Ingrid entre músicas e doações”, explica a pedagoga Dileuza Guedes Perez André.
A mãe da jovem, Arlete Escobar, se emociona com as iniciativas. “O mundo é o quital dela.”
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.
Leia a notícia completa em G1 Ativista, estudante de Valinhos prepara discurso em defesa dos refugiados para convenção na ONU; vídeo

O que você pensa sobre isso?