Padrasto é preso suspeito de estuprar enteada após vizinho flagrar crime dentro de casa, diz polícia

Testemunha entrou na residência onde a vítima mora com a mãe e o suspeito, e encontrou o homem e a adolescente sem as roupas. Um homem foi preso na quinta-feira (16) suspeito de estuprar a enteada dele, de 13 anos, em Bom Conselho, Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, um vizinho flagrou o crime, filmou o padrasto e a vítima sem as roupas no sofá da casa, e trancou o suposto criminoso em um dos cômodos.
Ainda segundo a polícia, o vizinho entrou na casa após ouvir a adolescente gritar. A vítima mora no local onde o crime ocorreu com a mãe e o suspeito. A mãe da jovem estava trabalhando quando o caso aconteceu.
A testemunha acionou a polícia, que foi até a residência e levou o susposto criminoso para a Delegacia de Polícia Civil do muncípio.
O padrasto da vítima foi autuado em flagrante pelo crime de estupro e irá passar por audiência de custódia nesta sexta-feira (17), em Garanhuns. Não foi informado para qual unidade prisional o homem será levado.
Leia a notícia completa em G1 Padrasto é preso suspeito de estuprar enteada após vizinho flagrar crime dentro de casa, diz polícia

São Paulo tem dia 'D' de vacinação contra poliomielite e sarampo neste sábado

Campanha voltada para crianças entre 1 e 5 anos vai até 31 de agosto.
Criança é vacinada contra poliomelite
Fabrício Cunha
A cidade de São Paulo participa neste sábado (18) do dia “D” da campanha nacional de vacinação contra a poliomielite e o sarampo, voltada para crianças entre 1 e 5 anos incompletos.
Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município, além de postos volantes, abrirão das 8h às 17h. No estado, são quase 6 mil pontos de vacinação. Veja a lista completa dos locais.
A campanha estadual começou no dia 4 de agosto e vai até o dia 31 deste mês. Em todo o país, só 16% das crianças foram vacinadas até agora contra as doenças.
Quem deve ser vacinado?
Contra a poliomielite: crianças de 1 até 5 anos independentemente de quantas doses já tomou. Em casos de nenhuma dose, será aplicada a Vacina Inativada Poliomielite. Em caso de uma ou mais doses, será aplicada a Vacina Oral Poliomielite, a famosa “gotinha”.
Contra o sarampo: crianças de 1 até 5 anos independentemente de quantas doses já tomou.
Não devem ser vacinadas: crianças de 1 até 5 anos que tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.
Entenda o que é sarampo, quais os sintomas, como é o tratamento e quem deve se vacinar
Infografia: Karina Almeida/G1
Leia a notícia completa em G1 São Paulo tem dia ‘D’ de vacinação contra poliomielite e sarampo neste sábado

Erros na hora de aplicar o repelente comprometem a eficácia do produto

Composição do repelente, aplicação e cuidados para evitar o uso em áreas mucosas e lesionadas são essenciais para garantir a proteção contra os mosquitos por muito mais tempo. Repelente é um dos produtos mais eficazes e satisfatórios contra as picadas de mosquitos
Divulgação
O repelente é um dos produtos mais eficazes e satisfatórios contra as picadas de mosquitos. Alguns protegem, inclusive, contra o Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e vírus zika.
Mas, embora o repelente seja uma forma de proteção, é necessário se atentar na aplicação do produto. Vários erros durante o uso podem comprometer a camada de proteção contra os insetos e causar intoxicação em crianças e adultos.
Erro 1: Não diferenciar os repelentes
Há três tipos de repelentes disponíveis no mercado: DEET, IR 3535 e Icaridina. Deve-se ter conhecimento sobre a indicação para cada um deles e, dessa forma, escolher o mais adequado, de acordo com idade.
O DEET e o IR 3535, por exemplo, fornecem proteção contra os insetos por até quatro horas, em média. Já o mais eficiente entre eles, é o repelente que tem como base a Icaridina, capaz de afastar os insetos por até 10 horas.
Erro 2: Apostar em repelentes naturais
Os inseticidas naturais a base de citronela, andiroba e óleo de cravo, entre outros, podem não possuem comprovação de eficácia pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além de comprometerem sua proteção, ainda podem causar alergias.
Erro 3: Não ter cuidado na aplicação
O repelente deve ser aplicado apenas nas áreas expostas do corpo – rosto, braços e pernas – e, no máximo, três vezes no dia. Áreas mucosas (boca, nariz e olhos) devem ser evitadas. O recomendado é que o produto seja aplicado em local arejado.
Em crianças, o uso de repelente deve ser autorizado pelo médico pediatra e a aplicação deve ser feita por um adulto. As mãos das crianças devem ser lavadas para evitar que haja contato com os olhos e boca. Não é recomendado o uso do produto em bebês menores de 6 meses.
Erro 4: Dormir com o repelente
Antes de dormir, é recomendado que o produto seja retirado totalmente, usando a água e sabão, seja adulto ou criança. Há outras maneiras de ter um sono tranquilo e livre dos mosquitos.
Aedes aegypti é o transmissor da dengue, vírus zika e chikungunya
Divulgação
Máxima proteção
Com a concentração ideal de icaridina em sua fórmula, fullREPEL é o repelente que oferece até 12 horas de proteção contra todos os mosquitos, inclusive o Aedes aegypti. O repelente fullREPEL tem fácil aplicação e não deixa a sua pele oleosa. Ele protege toda a família em qualquer lugar, principalmente nas atividades ao ar livre!
Para mais informações, acesse a nossa página ou rede social. Máxima proteção não custa caro.
Repelente fullREPEL protege por até 12 horas
fullREPEL/Divulgação
Dicas para tornar a viagem em família mais ambientalmente amigável
Como evitar picadas de insetos em bebês com menos de 6 meses
Saiba como usar o repelente e o protetor solar com a maquiagem
Leia a notícia completa em G1 Erros na hora de aplicar o repelente comprometem a eficácia do produto

Movimentação no Porto de Santos recua no 2º trimestre de 2018, diz Antaq

Movimentação nacional registrou crescimento de 1%, de acordo com dados da Antaq. Santos ainda mantém a liderança no ranking dos portos públicos. Movimentação de cargas no Porto de Santos
Divulgação/Codesp
A movimentação das instalações portuárias brasileiras, portos públicos e privados, teve crescimento de 1% (2,6 milhões de toneladas) no segundo trimestre de 2018 em relação a 2017, somando, ao todo, 276,8 milhões de toneladas movimentadas. O Porto de Santos, no litoral de São Paulo, permanece como líder de movimentação de cargas no ranking dos portos públicos, porém, ao contrário do cenário nacional, registrou queda na movimentação de mercadorias. Os dados são da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) e foram divulgados nesta quinta-feira (16).
A movimentação nos portos públicos aumentou 2% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Em 2016 e 2017, houve decréscimo de 0,2%, no mesmo período. Nos portos privados, o resultado também foi positivo, com crescimento de 0,5% em relação a 2017.
O minério de ferro teve a maior movimentação, com 98,7 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 1,8% em relação a 2017. Em seguida, vem o petróleo e derivados (48,3 milhões de toneladas, mas decréscimo de 1,7%) e a soja (40 milhões de toneladas e crescimento de 11,9%). Os contêineres foram a quarta carga mais movimentada com 26,2 milhões de toneladas e um aumento de 1,8%. O carvão mineral ocupa a quinta colocação, com 7,1 milhões de toneladas, um aumento de 30,1%.
Portos públicos
Os dez principais portos públicos em movimentação de cargas brutas neste segundo trimestre operaram 82,4 milhões de toneladas, o que correspondeu a 86,5% da movimentação total dos 31 portos organizados. Houve aumento na movimentação nos portos de Itaqui (9,4%), Suape (10%) e Santarém (36,2%).
O total movimentado de cargas de soja (23,3 milhões toneladas) e contêineres (19 milhões de toneladas), nos portos públicos, apresentou aumento de 13,2% e 3,6%, respectivamente, na comparação com igual período de 2017.
O líder de movimentação de cargas no ranking dos portos públicos, o Porto de Santos movimentou 27,2 milhões de toneladas, com recuo de 0,6% referente a 2017. O resultado deve-se, em parte, por conta da paralisação dos caminhoneiros em maio, além da queda de 31,3% da movimentação de açúcar no trimestre. Contêineres e soja lideraram entre as mercadorias movimentadas, somando 16,7 milhões de toneladas.
Portos privados
No segundo trimestre de 2018, os portos privados movimentaram 181,6 milhões de toneladas, o que representou 65,6% das cargas movimentadas. Já os portos públicos movimentaram 95,2 milhões de toneladas, representando uma participação de 34,4% da movimentação.
Já nos portos privados, o aumento na movimentação de 0,4% foi reflexo da maior movimentação de minério de ferro (1,6%), soja (10,3%) e carvão mineral (29,4%). A movimentação de cargas de longo curso registrou movimento de 201 milhões de toneladas, queda de 1,4% em comparação a 2017, sendo 35,6 milhões de toneladas de cargas de importação e 165,4 milhões de toneladas de cargas de exportação.
Importação e exportação
A China foi o principal destino das mercadorias brasileiras no período, representando 51,7% das exportações. Já quanto às importações, o principal parceiro comercial são os EUA, responsáveis por 23,1% da movimentação que chega aos portos brasileiros, sendo petróleo e derivados (28,7%) e carvão mineral (22,3%) as principais cargas importadas no trimestre.
A navegação por cabotagem registrou crescimento de 4,5% na movimentação na comparação entre este trimestre e igual período do ano anterior. As principais mercadorias movimentadas nesse tipo de navegação neste trimestre foram petróleo e derivados (61,4%), contêineres (11%) e bauxita (8,5%). Na navegação interior, a movimentação portuária correspondeu a 18 milhões de toneladas, um crescimento de 18,4% em relação a 2017. Houve aumento de 10,2% na movimentação de pasta de celulose, 768,1% de carvão mineral e 20,3% de soja, principal mercadorianesse tipo de navegação.
Leia a notícia completa em G1 Movimentação no Porto de Santos recua no 2º trimestre de 2018, diz Antaq

Droga distribuída gratuitamente provoca overdose em dezenas nos EUA

NEW HAVEN — Dezenas de pessoas sofreram overdose de maconha sintética, também conhecida como K2, a partir desta terça-feira, em um parque próximo de uma universidade em Connecticut, nos Estados Unidos. A polícia informou que o número de pessoas afetadas chegou a 80 nesta quinta-feira, mas esse número ainda pode aumentar, porque algumas delas podem não ter consumido a droga assim que a receberam.LEIA MAIS: Autoridades alertam que ‘maconha sintética’ pode provocar hemorragiaOverdoses batem recorde com 72 mil mortes nos EUATrês pessoas foram detidas sob a suspeita de estarem envolvidas com o caso. Segundo a emissora “ABC News”, pelo menos uma delas ofereceu a droga de graça para as dezenas de pessoas que estavam no parque New Haven Green, ao lado do campus da Universidade de Yale. Aliás, entre os presos, há um homem que já foi acusado por distribuir drogas. Suas identidades não foram reveladas. A investigação segue em andamento. De acordo com Rick Fontana, diretor do Escritório de Operações de Emergência de New Haven, os sintomas da overdose para boa parte das pessoas incluem “vômitos, alucinações, pressão alta, respiração superficial, estados semiconscientes e inconscientes”, mas duas vítimas chegaram a apresentar sintomas de risco de morte.Dana Marnane, porta-voz do Hospital Yale-New Haven, disse ao jornal “The New York Times” que pelo menos 35 pessoas foram encaminhadas à unidade nesta quarta-feira, algumas delas já receberam alta, mas cinco recusaram o tratamento.Segundo o jornal “The Washington Post”, alguns pacientes que foram liberados voltaram ao parque, consumiram a droga novamente e precisaram de novo atendimento médico, disse o oficial de polícia de New Haven, David Hartman. Uma pessoa foi socorrida três vezes em um único dia. O chefe dos bombeiros de New Haven, John Alston Jr, explicou que a overdose provocada pela droga distribuída no parque não é tratada com Narcan ou naloxona, que reverteriam os sintomas. Os investigadores deduziram que a substância estivesse misturada com algum composto opióide, “possivelmente fentanil”.
Leia a notícia completa em O Globo Droga distribuída gratuitamente provoca overdose em dezenas nos EUA

Previ rejeita oferta do Mubadala para adquirir Invepar

SÃO PAULO – O fundo de previdência dos funcionários do Banco do Brasil Previ rejeitou a oferta do Mubadala, fundo soberado de Abu Dhabi, para adquirir a concessionária Invepar, de acordo com fato relevante divulgado nesta sexta-feira.A Previ considerou termos da oferta vinculante “insatisfatórios” e a proposta foi rejeitada na véspera, segundo o documento.LEIA MAIS: Problemas em rodovias privatizadas podem levar a um colapso de concessõesConcessionários não terão perdão de dívidas no programa de relicitaçãoFundo árabe ganha prioridade na negociação pela dona do Metrô RioOs comentários foram feitos após reportagem do jornal Valor Econômico na véspera, de que o Mubadala havia feito uma nova proposta pelo controle da Invepar, que tem as concessões do aeroporto de Guarulhos, Metrô Rio, VLT Carioca e rodovias.A Invepar é uma holding de infraestrutura dos fundos de pensão de empresas estatais e da OAS.
Leia a notícia completa em O Globo Previ rejeita oferta do Mubadala para adquirir Invepar

Corretora morta na Barra é velada em Volta Redonda

VOLTA REDONDA – O velório da corretora de imóveis Karina Garofalo começou no início da madrugada desta sexta-feira, na Capela Centro do Cemitério Portal da Saudade, em Volta Redonda. Um policial amigo da família pediu à imprensa que está cobrindo o sepultamento que não tirasse fotos na família, porque todos estão assustados com a situação. LEIA MAIS: Corretora pode ter sido vítima de feminicídio; TJRJ recebeu 49 ações deste tipo de janeiro a julho de 2018Suspeito de atirar em corretora na Barra já foi acusado de tentativa de homicídioDisque Denúncia busca informações sobre envolvidos na morte de corretorAdiléia Barcellos Netto, 82 anos, disse que estranhou o acontecimento. Ela é madrinha de batismo de Rafaela Pereira Cople, irmã de Pedro Paulo, ex-marido da vítima e suspeito de ser mandante do crime. Adiléia é amiga dos pais dele, Pedro Paulo e Ana Maria, mas não sabia da briga judicial envolvendo o ex-casal. — Fiquei muito assustada. Ele sempre foi uma pessoa atenciosa e carinhosa comigo. Toda a minha família e conhecidos estão surpresos com o acontecido — conta ela. Reconstituindo um crime: investigadores encontram suspeitos da execução de Karina Garofalo
Leia a notícia completa em O Globo Corretora morta na Barra é velada em Volta Redonda

Fernanda Montenegro destrincha família e carreira em fotobiografia

RIO — Há 74 anos, Fernanda Montenegro dedica sua vida a se emprestar para personagens e viver histórias inventadas, seja no teatro, no cinema ou na televisão. É certo que a realidade profissional interferiu e interfere até hoje na pessoal, e vice-versa, mas a dimensão mais comum atribuída à atriz é a que se encontra da porta de casa para fora, que se dá por seus caminhos fictícios. Com o livro “Fernanda Montenegro: itinerário fotobiográfico” (Edições Sesc São Paulo, R$ 160), que imageticamente percorre sua trajetória ao longo de 500 páginas, essa mesma dimensão se amplia, mas aquela que é mais interior e distante dos palcos se revela um pouco mais. Fernanda, que participou ativamente da montagem da obra, com a seleção de materiais e a autoria de depoimentos que homenageiam figuras importantes dos seus 88 anos — entre eles os atores Nathália Timberg, Paulo Autran e Sergio Britto e o companheiro Fernando Torres (morto em 2008), pessoa sem a qual “o livro não existiria”, nas palavras da atriz — também contribuiu com fotos familiares de seu acervo pessoal para que a produção não se restringisse ao agir do trabalho. Segundo ela, o conhecimento de seu ser interior serve de base para o entendimento da vida profissional.— No fundo, o itinerário surpreende. Aos 16, 17 anos, nunca se sabe aonde vamos chegar. As circunstâncias levam e não levam a lugares, os dias se passam, e então já estou com 75 anos de carreira. O itinerário é a surpresa de cada dia — conta ela.O lançamento do livro, que levou quatro anos para ficar pronto, está marcado para esta sexta, às 19h30m, no Sesc Copacabana. Por lá, Fernanda continua amanhã e domingo, tocando a carreira já consolidada com a peça “Nelson Rodrigues por ele mesmo”, em quatro apresentações. A peça foi adaptada por ela a partir do livro de Sonia Rodrigues, filha do dramaturgo consagrado, com quem a atriz fechou parcerias — a exemplo das peças “O beijo no asfalto” (1960), encenada originalmente por Fernanda, e “Toda nudez será castigada” (1965), escrita por ele a seu pedido.”FERNANDA MONTENEGRO: ITINERÁRIO FOTOBIOGRÁFICO”Sesc Copacabana – Rua Domingos Ferreira 160. Telefone: 2547-0156. Hoje, às 19h30m.”NELSON RODRIGUES POR ELE MESMO”Sesc Copacabana (Teatro de Arena) – Rua Domingos Ferreira 160. Telefone: 2547-0156. Amanhã, às 17h30m (esgotado) e 19h30m; e domingo, às 17h30m e 19h30m. Classificação: 14 anos.Ingresso: R$ 30.SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)
Leia a notícia completa em O Globo Fernanda Montenegro destrincha família e carreira em fotobiografia

Tyson compra Keystone da brasileira Marfrig por US$2,5 bi, dizem fontes

SÃO PAULO – A Tyson Foods concordou em adquirir a processadora de frango com sede nos Estados Unidos Keystone Foods da brasileira Marfrig Global Foods SA por US$ 2,5 bilhões, disseram, nesta sexta-feira, duas fontes ligadas à negociação.LEIA MAIS: Venda da Keystone deve ser anunciada nas próximas semanas, diz MarfrigMoody’s cita desafios ambientais e comerciais para agronegócio do BrasilJBS registra prejuízo de R$ 827 milhões no segundo trimestreO acordo foi assinado pelo acionista controlador da Marfrig, Marcos Molina, na noite de quinta-feira, acrescentaram as fontes, que pediram anonimato porque não estavam autorizadas a discutir o assunto publicamente. Marfrig e Tyson ainda não se pronunciaram sobre o fato.E AINDA: China estende investigação antidumping sobre importação de frango do Brasil
Leia a notícia completa em O Globo Tyson compra Keystone da brasileira Marfrig por US,5 bi, dizem fontes