Zelador sofre intoxicação por cloro ao fazer manutenção de piscina em Fortaleza

Este é o segundo caso de intoxicação por cloro em menos de uma semana na capital. Alunos e um funcionário do IFCE sofreram o mesmo problema durante uma aula de natação. Homem sofre intoxicação por cloro em piscina em Fortaleza
O zelador de um condomínio sofreu intoxicação por cloro enquanto fazia a manutenção da piscina no local, no Bairro Jacarecanga, em Fortaleza, neste fim de semana. O homem foi atingido no rosto e levado ao Instituto Doutor José Frota (IJF). É o segundo caso na capital em menos de uma semana.
Oito estudantes e um funcionário do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) também tiveram intoxicação após uma explosão com cloro na piscina do local, durante uma aula de natação, na quarta-feira (2).
De acordo com a síndica do condomínio, ocorreram três explosões com o cloro. O zelador, que faz esse tipo de serviço há 15 anos, ficou com irritação, ardência e vermelhidão nos olhos. O homem recebeu alta médica no mesmo dia.
Natação
Duas garotas e seis garotos que praticavam natação no IFCE no momento do incidente, além de um funcionário que manipulava o cloro, foram atingidos pela intoxicação.
Segundo o IFCE, havia baldes com cloro no entorno da piscina; quando os alunos mergulharam no local, a água respingou nos baldes, o que ocasionou uma reação química que gerou muita fumaça. A fumaça, de acordo com o IFCE, intoxicou as pessoas que estavam no entorno.
O farmacêutico Tiago Moura, do IJF, que ajudou no atendimento aos alunos, explicou como se dá a intoxicação. “A intoxicação pelo gás do cloro tem uma reação de irritação nas vias aéreas. O paciente vai apresentar tosse, desconforto respiratório. Uma vez que ele recebe o aerossol, um corticoide… ele já melhora e é liberado em seguida”, esclareceu.
Leia a notícia completa em G1 Zelador sofre intoxicação por cloro ao fazer manutenção de piscina em Fortaleza

O que você pensa sobre isso?