Troca de experiências, serviços e ato solidário marcam visita de alunos ao asilo em Santarém


Ação foi desenvolvida por estudantes da Escola Estadual Madre Imaculada na manhã desta terça-feira (25) para que eles tenham experiência em trabalhos voluntários. Alunos promoveram ação com vários serviços no asilo São Vicente de Paulo, em Santarém
Alenilson Ribeiro/Arquivo Pessoal
O que significa para você receber abraços, sorrisos e aproveitar os momentos durante uma conversa? Para muitos podem ser atitudes diárias e simples, mas para os idosos do Asilo São Vicente de Paulo, em Santarém, no oeste do Pará, vai muito além disso. É demonstração de amor e de afeto. São gestos nobres de carinho.
Alunos do 9º ano do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio da Escola Madre Imaculada poderiam estar dentro das salas de aula como em um dia normal, contudo, na manhã desta terça-feira (25) o aprendizado foi prático em uma lição de vida: troca de experiências com os idosos do asilo.
Turmas do 9º ano do ensino fundamental e 3º ano ano do ensino médio da Escola Madre Imaculada durante ação no asilo em Santarém
Alenilson Ribeiro/Arquivo Pessoal
A iniciativa surgiu a partir da percepção de que os alunos precisavam fazer atividades extraclasses voltadas ao voluntariado. “A educação não se dá apenas na sala de aula, ela se dá nesse processo de convivência, na experiência de poder se dedicar ao o outro”, disse o professor de história, Alenilson Ribeiro.
Na ação foram ofertados serviços de beleza, jogos, dança, música e, claro, conversa entre adolescentes e as pessoas que já viram muito da vida. Para não deixar ninguém de fora, os alunos foram até os quartos dos idosos acamados e disponibilizaram um pouco do seu tempo.
Troca de experiências entre adolescentes e idosos marcou ação de estudantes no asilo São Vicente de Paulo, em Santarém
Alenilson Ribeiro/Arquivo Pessoal
Segundo o professor de história, a escolha das turmas se deu porque uma está entrando em uma nova realidade de aprendizado e a outra está saindo para a vivência acadêmica e do mercado de trabalho. “A escola sempre se preocupa com isso em ofertar atividades fora da sala de aula e tenham essa experiência”, completou.
Para a estudante do ensino médio Heloine Vasconcelos, conhecer a realidade dos idosos é engrandecedor, pois a maioria da população acredita que o asilo é sinônimo de abandono.
“Nós como futuro temos que vivenciar come eles e pegar as experiências de vida, porque eles têm muita coisa a oferecer”, contou.
As estudantes são enfáticas ao dizer que seria muito importante se outras instituições de ensino também promovessem ações similares, não por buscar pontuação em matérias, mas por gesto humano de amor ao próximo.
As marcas do tempo registrada nas rugas dos rostos deram espaço a sorrisos tímidos, e as mãos de pele suave foram acariciadas por quem ainda tem muito a aprender com a vida.
“A gente está levando alegria para eles, e eles estão dando alegria para gente. Esperamos vir mais vezes aqui e trazer alegria, brincar, é o que eles mais precisam”, finalizou a estudante do ensino médio, Iara de Oliveira.
Leia a notícia completa em G1 Troca de experiências, serviços e ato solidário marcam visita de alunos ao asilo em Santarém

O que você pensa sobre isso?