Três policiais militares são presos por extorsão na Zona Oeste

34dp.pngRIO — Três policiais militares foram presos, na tarde desta quarta-feira, suspeitos de cometer extorsão em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Os PMs foram encaminhados para 34ª DP (Bangu), onde o delegado Roberto Ramos, investiga o caso. Segurança

De acordo com o títular da delegacia, após a prisão do ex-delegado Célio Erthau acusado também de extorquir comerciantes na mesma região, outras pessoas voltaram a procurar os agentes para informar que pelo menos três homens circulavam em um veículo, praticando os mesmos crimes. Durante buscas, os civis localizaram os suspeitos e o carro circulando pelo bairro. Na abordagem, eles se identificaram como policiais militares. Com eles, os agentes apreenderam três pistolas.

— Recebemos a informação de outras pessoas cometendo os mesmos delitos que o ex-delegado preso no início de março. Fomos averiguar e chegamos nos três homens circulando em um veículo. Após a abordagem, constatamos que eram PMs, sendo dois da reserva e um da ativa, todos armados. Eles foram conduzidos para delegacia para prestar esclarecimentos e serão autuados pelos crimes de formação de quadrilha e porte de arma — concluiu o delegado.

Nesta quarta-feira, o batalhão policial de Bangu foi a primeira unidade da PM a passar por inspeção do Gabinete de Intervenção Federal. O delegado Roberto Ramos disse que ainda não tem informações se o PM da ativa era lotado no 14º BPM (Bangu). A unidade da área tem um histórico de policiais envolvidos em crimes. Em 2014, seis oficiais — incluindo o então comandante Alexandre Fontenelle Ribeiro de Oliveira — e 18 praças foram presos acusados de protegerem uma quadrilha que exigia propinas de empresas de ônibus, motoristas de vans, mototaxistas e comerciantes do bairro. Em troca de dinheiro, os policiais não combatiam irregularidades, segundo denúncia do Ministério Público estadual. Em 2006, a Polícia Federal prendeu 40 PMs de Bangu suspeitos de tráfico de armas e drogas, sequestro e extorsão.

OPERAÇÃO PRENDE NOVE SUSPEITOS DE INTEGRAR MILÍCIA

Nove suspeitos, entre eles quatro PMs, foram presos, na manhã desta quarta-feira, apontados de integrar uma milícia em Mesquita, na Baixada Fluminense. A ação foi realizada pela Polícia Civil, com apoio do Ministério Público e da Corregedoria da Polícia Militar. Dois outros suspeitos estão foragidos.

De acordo com as investigações, além de cobrar pela taxa de segurança a residências e comerciantes, o grupo exploraria o serviço de distribuição de sinal clandestino de TV a cabo, venda de água e de gás, entre outros. Relatos afirmam que o bando circulava portando fuzis e pistolas pelas ruas.

Entre os militares presos, dos quais três são do 20º BPM (Mesquita), estão: Marcio Lima da Cunha, conhecido como ‘Zebu’, apontado como o chefe da milícia; André Lemos da Silva e Tiago Costa Gomes. O quarto policial é do 39º BPM (Belford Roxo): Natanael de Oliveira Gonçalves, conhecido como ‘Niel’. Os outros alvos são Paulo José Lírio Salviano, ex-policial militar; André Silva Nicodemus; Daniel Alex Soares da Silva, conhecido como ‘Escobar’; e Renato de Castro de Oliveira.


Leia a notícia completa em O Globo Três policiais militares são presos por extorsão na Zona Oeste

O que você pensa sobre isso?