Três crianças são resgatadas em estado de abandono pela polícia em residência de Porto Velho

PM se deslocou até o local após denúncia anônima nesta terça-feira (25). Um menino de 3 anos e duas bebês gêmeas de oito meses foram levados ao Conselho Tutelar da cidade. Caso de abandono foi registrado na Unisp Sul de Porto Velho.
Hosana Morais/G1
Três crianças foram encontradas em situação de abandono no Bairro Nova Esperança, em Porto Velho, nesta terça-feira (25). Uma equipe da Polícia Militar seguiu até o local após uma denúncia anônima ao Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), da PM. A guarnição encontrou um menino de 3 anos e duas bebês gêmeas de cerca de oito meses.
Conforme ocorrência, a polícia seguiu ao local indicado e, já na frente da casa, primeiro analisaram o portão, que estava trancado pelo lado de dentro. Depois, subiram o muro e avistaram o menino de 3 anos.
Após abrirem o portão com um pé de cabra, o menino informou que estava sozinho com as irmãs desde a noite de segunda-feira (24), quando a mãe saiu e não voltou mais. Pelo tempo que estavam sozinhas, as crianças foram encontradas sujas de fezes e urina e as bebês choravam constantemente.
Os militares conversaram com vizinhos, que informaram não saber quem é a mãe. A equipe da PM chegou a cuidar das crianças e ofereceu higiene pessoal.
Depois disso, as vítimas seguiram para o Conselho Tutelar, localizado na Zona Sul de Porto Velho. A polícia encontrou a identificação da suposta mãe, uma jovem de 24 anos. Porém, ela não foi encontrada.
A ocorrência foi registrada na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) da Zona Sul da capital.
Rotina de sumiços
Uma testemunha, que preferiu não ser identificada, contou ao G1 sobre a rotina de sumiços da suposta responsável pelas crianças. Segundo ela, é normal ficarem sozinhas. “Os bebês choram sempre e o menor vive clamando pela mãe”, disse.
De acordo com a ocorrência policial, a mulher vive na casa há dois meses. Conforme a testemunha, nunca foi vista na companhia de alguém e vive sozinha com as crianças. A porta é mantida diariamente trancada. “Ninguém a conhece. Mora há muito pouco tempo aqui”, completou.
O G1 tentou contato com o Conselho Tutelar para saber mais informações sobre as crianças e a mãe delas. Porém, até o fechamento desta publicação, as ligações não foram retornadas ou atendidas.
Leia a notícia completa em G1 Três crianças são resgatadas em estado de abandono pela polícia em residência de Porto Velho

O que você pensa sobre isso?