Tentativa de furar fila em posto de gasolina no DF termina em briga; vídeo

Tempo de espera em posto de Taguatinga chegou a 8 horas, diz testemunha. Motoristas tentaram impedir que mulher cortasse caminho para encher galão. Motoristas trocam socos em briga por gasolina em posto de Taguatinga
Uma suposta tentativa de furar fila para comprar gasolina terminou em confusão generalizada em um posto de combustível na M Norte em Taguatinga, no Distrito Federal. A briga ocorreu no sábado (26), mas o local de registro da imagem só foi confirmado nesta segunda-feira (28).
No vídeo, é possível ver, pelo menos, 5 mulheres trocando socos, chutes e golpes com capacetes e galões vazios, enquanto outros motoristas que também aguardavam para abastecer tentam separar a briga. Uma mulher é puxada pelos cabelos, chega a cair no chão e depois é afastada da confusão.
Nesta segunda-feira (28), a reportagem conseguiu contato com uma das motoristas que se envolveu na briga. Ao G1, a advogada Karolline Kula, de 23 anos, disse que estava na fila há mais de oito horas, quando uma mulher “passou na frente e abasteceu”.
Motoristas trocam socos em briga por gasolina em posto de Taguatinga
“Depois, ela ainda voltou, com um galão de 50 litros e tentou comprar para outros conhecidos que estavam no fim da fila”, disse. “Ela acabou discutindo com minha irmã e agredindo ela. Foi aí que minha mãe entrou na briga, e eu fui somente separar”.
“Não apoio brigas, mas foi realmente um momento de estresse, e ninguém aguenta desaforo infelizmente.”
Por telefone, a advogada informou ainda que o sobrinho de 5 anos – a criança que aparece na imagem – se feriu no braço, após ser atingida por um capacete. A reportagem não conseguiu confirmar a informação com outras fontes.
Até as 20h30, o caso não tinha sido registrado na Polícia Civil. O G1 não conseguiu localizar as outras pessoas que aparecem na gravação.
Fila em posto de combustíveis de Taguatinga Norte, no DF
Marcela Lemgruber/G1
Gasolina nos postos
Na tarde desta segunda (28), representantes do sindicato dos donos de postos de combustível (Sindicombustíveis) pediram “calma” à população, porque “não há risco de o combustível acabar no DF”.
Apesar da recomendação, o sindicato não soube estimar o número de estabelecimentos com gasolina disponível. Segundo a entidade, a situação deverá ser normalizada até sexta (1º).
De acordo com balanço da Polícia Militar – responsável pela escolta dos caminhões-tanque –, 221 veículos carregados de combustível tinham deixado a base de distribuição da Petrobras, no SIA, até as 18h40.
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Leia a notícia completa em G1 Tentativa de furar fila em posto de gasolina no DF termina em briga; vídeo

O que você pensa sobre isso?