Radialista Fabiano Gomes tem liberdade provisória decretada pelo pleno do TJPB

Fabiana Gomes foi preso pela Operação Xeque-Mate suspeito de intermediar a compra do mandato do então prefeito de Cabedelo. Radialista Fabiano Gomes tinha sido preso após a operação Xeque-Mate, que investigou compra de mandato do então prefeito de Cabedelo, Paraíba
TV Cabo Branco/Reprodução/Arquivo
O Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) decidiu acatar um agravo interno movido pela defesa e conceder liberdade provisória ao radialista Fabiano Gomes, preso pela Operação Xeque-Mate. Fabiano Gomes é acusado de intermediar a compra do mandato do então prefeito de Cabedelo, Luceninha, por seu vice, Leto Viana.
À época da prisão, o advogado Rembrandt Asfora informou que o radialista foi conduzido à sede da Polícia Federal para prestar esclarecimentos sobre o descumprimento de uma das medidas cautelares decretadas contra ele na Operação Xeque-Mate.
O TJPB determinou que fosse expedido o alvará de soltura e Fabiano Gomes, que está preso na Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes, o PB1, deve ser solto ainda hoje. Segundo o advogado Gustavo Botto, que integra a defesa de Fabiano, o TJPB considerou o argumento de que Fabiano não compareceu à Justiça por não ter recebido intimação para isso. Com isso, ele ganha a liberdade, mas voltar a ter que cumprir as medidas cautelares.
Leia a notícia completa em G1 Radialista Fabiano Gomes tem liberdade provisória decretada pelo pleno do TJPB

O que você pensa sobre isso?