Profissionais dão dicas para economizar durante a paralisação dos caminhoneiros

Nutricionista recomenda um levantamento de tudo que há na dispensa de casa, para evitar desperdícios. Mecânico afirma que cuidados com o carro podem ajudar a poupar gasolina. População adapta práticas e buscas formas de economizar durante greve dos caminhoneiros
As consequências da paralisação dos caminhoneiros deixaram muitas pessoas preocupadas em economizar, seja no combustível, nos produtos do supermercado ou na hora de cozinhar. O RBS Notícias mostrou nesta segunda-feira (28) especialistas de diferentes áreas, mostrando dicas para atravessar o período de escassez.
A nutricionista Luísa Castro afirma que, com algumas atitudes é possível poupar gás e alimentos. “Ao invés de cozinhar muitos produtos, tentar priorizar preparações simples, um prato único. E utilizar formas de produção que não consumam tanto gás, como por exemplo, utilizar a panela de pressão. Evitar usar o forno neste momento porque ele demanda muito gás. Para quem tem churrasqueira é uma boa opção. Pode colocar na grelha os legumes, fazer o seu assado”, explica.
Outra dica da nutricionista é realizar um levantamento de tudo que há na dispensa de casa, para evitar desperdícios. “É o momento de consumir o que está lá guardado, até para que não se deixe a data de validade expirar. Se não tem (alimentos), priorizar mercado locais, de bairro, menores, até para que o deslocamento não exija o consumo da gasolina”, afirma.
De acordo com nutricionista, o modo de preparo dos alimentos pode ajudar a economizar gás
Reprodução/RBS TV
Economia de combustível
A falta de combustíveis atingiu o Rio Grande do Sul desde a semana passada. Nesta segunda-feira (28), para abastecer nos postos que tinham gasolina, motoristas precisaram enfrentar grandes filas. Motoristas que não conseguirem encher o tanque também podem fazer o combustível durar mais. A falta de calibragem dos pneus pode influenciar no motor, que terá de fazer mais força para mover o carro.
“Uma vez por semana está ideal para calibar um carro que sai todos os dias”, explica o mecânico Gelson Grassi.
Outra dica é manter velas novas e filtro de ar limpo. De acordo com Grassi, que está na profissão há 30 anos, o jeito de dirigir também influencia no gasto. Esticar as marchas, por exemplo, aumenta o consumo. O ideal, segundo o mecânico, é trocar as marchas com menos de três mil rotações por minuto.
“Cada carro tem um giro do motor para arrancar, e isso pode ser consultado no manual do proprietário. Na faixa de uns 1,5 mil giros, por aí, dos 2 mil giros, da tranquilamente para arrancar o carro pequeno. Arranca e vai trocando as marchas progressivamente” explica.
Initial plugin text
Leia a notícia completa em G1 Profissionais dão dicas para economizar durante a paralisação dos caminhoneiros

O que você pensa sobre isso?