Partido ordena renúncia do presidente da África do Sul

74850151_FILES In this file photo taken on January 27 2011 South African President Jacob Zuma lo.jpg

CIDADE DO CABO — O Congresso Nacional Africano (CNA) afirmou nesta terça-feira que ordenou que o presidente Jacob Zuma renuncie nas próximas 48 horas, lançando o país em uma crise política sem precedentes.

O Comitê Executivo Nacional do CNA reuniu-se por 13 horas para discutir a saída de Zuma, que deixaria a liderança do país para o vice-presidente Cyril Ramaphosa.

Ace Magashule, secretário-geral do partido, disse que Zuma resistiu à pressão para se afastar e pediu para permanecer no cargo por entre três e seis meses, mas que o apelo foi rejeitado devido à urgência para se restabelecer a integridade das instituições públicas.

Se não conseguir convencer Zuma, o CNA pode apresentar no Parlamento uma moção de não-confiança contra o presidente. O texto deve ser aprovado por uma maioria absoluta dos 400 deputados.

Zuma, que está no poder de 2009, enfrenta a possibilidade de que sejam reabertas 783 acusações por corrupção relacionadas a uma negociação de armamentos. Os sucessivos escândalos abalaram a imagem e a legitimidade do partido, que ocupa o poder desde o fim do apartheid, em 1994.

Na segunda-feira, os partidos da oposição pediram uma eleição antecipada.

— Qualquer um do CNA que queira liderar o país deve obter o seu mandato do povo da África do Sul — disse Mmusi Maimane, líder da Aliança Democrática.


Leia a notícia completa em O Globo Partido ordena renúncia do presidente da África do Sul

O que você pensa sobre isso?