Moradores do Rio Comprido apresentam projetos urbanísticos que visam à melhoria do bairro


RIO — “Uma criatividade compartilhada é aquela que permite a um conjunto de
pessoas, não necessariamente extraordinárias, produzir resultados
extraordinários.” A frase do escritor e filósofo espanhol José Antônio Marina se
encaixa perfeitamente no evento “Caminhos de um Rio possível”, hoje, a partir
das 9h, na Praça Condessa Paulo de Frontin, no Rio Comprido. Idealizado pelo coletivo Baixo Rio e pelo Programa de Pós-Graduação em
Urbanismo (Prourb) da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ, o evento
contará com apresentação de cerca de 40 projetos urbanísticos, entre maquetes e
painéis (alguns deles com QR Code, para acessar a publicação virtual), que visam
à melhoria do Rio Comprido. Aberta a toda a comunidade, a ação terá a presença
de alunos da FAU, estudantes de arquitetura de outras universidades e alunos do
ensino fundamental do CAP-Uerj.Rio Comprido— O Rio Comprido está esquecido há 50 anos. Um local estratégico, uma espécie
de eixo central da cidade, que deve ser mais bem explorado. Os projetos são
muito interessantes — afirma Guto Santos, aluno da Prourb e integrante do
Coletivo Baixo Rio. Das 9h ao meio-dia serão montados os painéis expositivos e haverá intervenção
temporária com pintura de piso. Em seguida, um debate.— O evento parte de uma ideia de transformação urbana, mas o foco é construir
esperança — acredita Santos.SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)
Leia a notícia completa em O Globo Moradores do Rio Comprido apresentam projetos urbanísticos que visam à melhoria do bairro

O que você pensa sobre isso?