Mais de 50 pinguins são achados mortos em praia de SP: 'Pena'


Animais foram encontrados em Ilha Comprida, no litoral paulista, duas semanas após mais de 200, da mesma espécie, serem localizados na região. Mais de 50 pinguins são achados mortos em praia de Ilha Comprida, SP
Pelo menos 57 pinguins foram encontrados mortos em uma praia ao Sul de Ilha Comprida, no litoral de São Paulo. O registro, feito por um morador da cidade, acontece duas semanas após mais de 200 animais da mesma espécie serem achados sem vida nas praias do município e, também, em Iguape e na Ilha do Cardoso, na mesma região.
Imagens obtidas pelo G1 mostram os animais aglomerados em uma área de restinga, conhecida como Barra do Capivaru. Segundo um morador da região, que não quis se identificar, o fato chamou a atenção, inicialmente, pela quantidade de urubus que sobrevoavam um barranco.
“O forte cheiro também despertou curiosidade. Daí, fui até lá e vi a cena. Deu pena”, diz. Segundo ele, todos os animais reunidos já estavam em estado de decomposição. Eles foram encontrados na terça-feira (21), mas o registro foi divulgado apenas na manhã desta quinta-feira (23).
Mais de 50 pinguins foram encontrados mortos em praia de Ilha Comprida, SP
G1 Santos
De acordo com Daniela Ferro de Godoy, coordenadora do Instituto de Pesquisas Cananéia (IPeC), trata-se de pinguins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus), mesma espécie dos mais de 200 encontrados, em 8 de agosto, nas praias do Litoral Sul.
“Todos já foram registrados, porém, quando estão em um estado avançado de decomposição, como é o caso, a necropsia se torna inviável. Por isso, a pedido das Unidades de Conservação, deixamos esses animais na praia para não prejudicar o ecossistema marinho”, explica.
As equipes de monitoramento do IPeC retiram não só pinguins, mas outros animais marinhos encontrados mortos nesse estado da linha da maré, removendo-os até a restinga. “Isso serve para que eles não sejam movidos pela água, e contabilizados erroneamente no monitoramento do dia seguinte”, explica.
Os pinguins-de-magalhães são habitantes das zonas costeiras da Argentina, Chile e Ilhas Malvinas, migrando por vezes até o Brasil, no Oceano Atlântico, nas épocas mais frias. É neste período que eles encontram, na costa brasileira, águas mais quentes e comida mais fácil.
Mais de 50 pinguins foram encontrados mortos em praia de Ilha Comprida (SP)
G1 Santos
“Todos os animais marinhos encontrados encalhados vivos são levados para o Centro de Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos do IPeC. Lá, eles passam por tratamento e, no caso dos animais mortos, passam por necropsia para tentar descobrir as causas da morte”, explica.
Banhistas e moradores que avistarem animais marinhos vivos ou mortos encalhados em praias daquela região podem entrar em contato com o IPeC, que faz a coleta das espécies, no telefone 0800-6423341. O número funciona todos os dias, incluindo feriados.
Pinguins-de-magalhães encontrados nas praias são tratados pelo IPeC
Divulgação/IPeC
Leia a notícia completa em G1 Mais de 50 pinguins são achados mortos em praia de SP: ‘Pena’

O que você pensa sobre isso?