Luiz Ruffato é homenageado no 12º Felit em São João del Rei e Tiradentes


Autor celebra ‘oportunidade de ter contato mais efetivo com as pessoas que leram o livro’. Organizador destaca apoio da comunidade ao festival. Confira a programação completa. “Acho que será algo emocionante e curioso ao mesmo tempo, vai ser muito bom para mim”, disse Luiz Ruffato sobre homenagem no 12º Felit
Secretaria de Cultura/Divulgação
O autor Luiz Ruffato é o homenageado do 12º Festival de Literatura de São João del Rei e Tiradentes (Felit), que já está com pré-eventos em andamento e terá a programação principal entre quarta (26) e domingo (30) nas duas cidades do Campo das Vertentes.
“Espero que as pessoas prestigiem. Não tenho ideia do que vou encontrar. A gente está na luta há alguns anos, é interessante quando alguém vem e reconhece seu trabalho, sua caminhada. Ainda mais em um evento tradicional, em cidades históricas, foi [uma notícia] excelente”, disse o autor em entrevista ao G1.
O autor nascido em Cataguases aguarda os encontros com os leitores. Ao longo do ano, as obras deles foram discutidas nas salas de aulas das escolas das duas cidades e inspiraram os trabalhos dos integrantes da formação da oficina de Jovens Autores.
“O trabalho de escritor é muito solitário, você escreve sozinho e, eventualmente, participa de eventos. Não é uma coisa próxima. O Felit é a oportunidade de ter um contato mais efetivo com as pessoas que leram o livro e [saber] como eles se apropriaram do livro e ainda tem o festival gastronômico, com as comidas também inspiradas nos textos”, ressaltou.
“Nós carecemos de leitores no Brasil. É um universo muito carente de contato, o fato de ter oportunidade de ir olho no olho e perceber como as coisas são recebidas. Tive algumas experiências parecidas, mas nunca uma assim”.
E Ruffato acredita que os dias de Felit vão ser marcantes. “Acho que será algo emocionante e curioso ao mesmo tempo, vai ser muito bom para mim e vai render outras coisas. Mesmo que não vire algo explicitamente, estará presente no meu olhar e nos meus afetos daqui pra frente”, afirmou.
“Jovens Autores” participaram de oficinas quinzenais aos sábados ao longo de 2018 em São João del Rei
Felit/Divulgação
Uma festa da comunidade, destacou organizador
Desde 2007, o Felit é realizado em São João del Rei e a partir de 2012, uma parte da programação também mobiliza Tiradentes. Organizando desde a 1ª edição, Lúcio Teixeira, destacou que a caminhada favoreceu a aceitação do evento pelos moradores.
“Não havia um evento literário do porte deste festival. No primeiro momento, o mais difícil foi sensibilizar a população e as instituições de ensino para participarem. Aos poucos, ano a ano, com divulgação, com a ida e parceria nas Secretarias de Educação, quebramos resistências e as pessoas começaram a aderir ao festival”, comentou.
A virada veio justamente na crise econômica em 2015, de acordo com Teixeira. “A gente perdeu o apoio financeiro do nosso principal patrocinador via Lei Rouanet. Fizemos uma campanha sensibilizando a população, colocamos urnas em vários pontos da cidade para as pessoas doarem o troco. Buscamos novas parcerias e desde o ano passado, temos o Serviço Social do Comércio (Sesc), que deu fôlego para montar toda uma infraestrutura para o evento”, afirmou.
Ele estima que cerca de 20 mil pessoas entre alunos, professores das instituições de ensino fundamental, médio e superior pública e particulares estão mobilizados para a edição de 2018.
“O trabalho principal do Felit é o processo feito ao longo do ano: a sensibilização do aluno para leitura através das ações que os professores fazem em sala de aula e que eles apresentam em shows artísticos ou em exposição”, disse.
A escolha de Luiz Ruffato também despertou o desafio como trabalhar a obra do autor com as crianças. O resultado estará exposto no Centro Cultural da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ) e também em adaptação para o teatro, apresentações musicais ou contação de história.
“Ele é um autor voltado para o público adulto, que tem um livro infantil ‘A história verdadeira do sapo Luiz’ [ganhador do prêmio Jabuti em 2015], com ilustrações da Ionit Zilberman. Abrimos para as escolas trabalharem literatura infantil brasileira através dos mais de 45 livros que ela ilustrou. Ionit nos mandou os originais das ilustrações para o livro do Ruffato e vamos fazer uma exposição conjunta com a dos trabalhos dos alunos”, disse Lúcio Teixeira
Os “Jovens Autores” vão lançar na quarta (26) o livro “Foto & grafias de uma Cidade”, inspirado nas obras de Luiz Ruffato. “Os textos foram escritos por alunos entre 13 e 16 anos, dos 8º e 9º anos do Fundamental e do 1º ano do Ensino Médio, participantes da oficina de formação e que realizaram atividades literárias quinzenalmente aos sábados com uma equipe de professores especializada”.
Além disso, Teixeira lembrou que restaurantes também abraçaram o Felit, criando pratos e recebendo eventos da programação.
“A gente completa oito anos do circuito gastronômico. Teremos sete restaurantes e bares participando do casamento da gastronomia com a literatura, permitindo que toda a cidade respire o Felit. Não é só simplesmente servir um prato baseado na obra do autor homenageado. Desde o ano passado, eles oferecem cardápio especial e eventos literário até 30 de setembro”.
E também haverá a 3ª edição do projeto Banheiros Temáticos, também com instalações inspiradas em Ruffato. “Artistas locais decoraram os banheiros dos bares, onde há um movimento grande, quando a pessoa for usar o espaço. É uma forma de atrair e divulgar o evento com para os jovens, os moradores, os frequentadores do bar e os turistas”, disse.
MGTV em 2016 mostrou o primeiro ano das intervenções artísticas nos banheiros dos bares durante o Felit em São João del Rei
Confira a programação completa do 12º Felit:
Em andamento até sábado (29)
12h às 14h: Sorteio de Livros e Cantinho Literário no Restaurante Rex
20h às 22h: Sorteio de Livros Restaurante Dedo de Moça
Entre quarta (26) e sexta (28)
8h às 11h e 13h30h às 16h: Atividades Infanto-Juvenis no Anfiteatro do Colégio Nossa Senhora das Dores
Entre quarta (26) e domingo (30)
8h às 20h: Exposição “O Mundo Mágico da Literatura Infantil Brasileira I”, trabalho de alunos da rede municipal de ensino de São João del Rei, inspirados na obra da ilustradora Ionit Zilberman, no Centro Cultural da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ)
8h às 18h: Exposição “O Mundo Mágico da Literatura Infantil Brasileira II”, trabalho de alunos da rede municipal de ensino de Tiradentes, inspirados na obra da ilustradora Ionit Zilberman, no Salão da Prefeitura Municipal no Largo das Forras em Tiradentes
Quarta-feira (26)
Local: Sociedade de Concertos Sinfônicos, em São João del Rei
17h: “Sala Íntima” – Encontro do Escritor Luiz Ruffato com alunos da Oficina do FELIT
18h: Lançamento de “Foto & grafias de uma Cidade”, livro da Oficina de Formação de Jovens Autores do FELIT
19h: Abertura Oficial
20h: Conferência “O que os livros fizeram por mim”, por Luiz Ruffato, com participação do curador José Eduardo Gonçalves
Quinta-feira (27)
Local: Sociedade de Concertos Sinfônicos, em São João del Rei
17h: Lançamento coletivo dos livros “Coisas, Poemas, etc”, de Pedro Américo de Farias, de São João del Rei; “Segredo do Jardim”, de Sara Giane, de Dores de Campos; “A Vida Secreta de uma Bordeline”, de Gisele Nazaré, de Belo Horizonte; “Era Uma Vez Uma Saudade”, de Fabiano Fuscaldi, de Divinópolis; “Educação Literária: mediação e práticas pedagógicas” e “O que ficou da fotografia”, de Maria do Socorro Nunes Macedo, de São João del Rei, com mediação da educadora Sônia Moraes Haddad.
19h: Conferência “Tiradentes: A vida do alferes que virou mártir”, com o Jornalista Lucas Figueiredo e mediação da professora Maria Ângela de Araújo Resende, de São João del Rei.
20h30h: Conferência “Histórias do Sertão e do Vasto Mundo”, com a escritora Maria Valéria Rezende.
Sexta-feira (28)
14h às 16h: Oficina “O que faz de um livro um produto infantil?”, com a oficineira Fabíola Farias, na Sociedade de Concertos Sinfônicos.
16h30: Mesa redonda “Políticas Públicas para a Área do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas”, com os convidados Lucas Guimaraens, Fabíola Farias e Cláudia Lúcia Teixeira e mediação de Cleide Fernandes, na Sociedade de Concertos Sinfônicos.
18h: Lançamento coletivo dos livros “História da Arca”, de Ana Cristina, de Belo Horizonte; “Limiares (Poesia)”, de Arthur Resende, de São João del Rei; “Rede (Poesia)”, de Luiz Cláudio Cacaio, de Belo Horizonte; “Passagem (Poesia)”, de Gustavo Valin, de Três Corações; “Rosa nos Tempos (Contos)”, de Maria do Rosário Rivelli de Brás Pires, na Taberna d’Oma.
18h: Sala Íntima “A Literatura na Sala de Aula”. Encontro do Escritor Luiz Ruffato com Professores das redes Municipais de Ensino de SJDR e Tiradentes, no Centro Cultural Feminino
19h: Mesa redonda “Lendas São Joanenses, Lendas Urbanas”, com os debatedores Jadir Jânio da Silva, do Grupo Lendas São Joanenses e Márcia Paschoallin, autora do livro “Lendas São Joanenses” e mediação do professor José Antônio Resende, da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ), no Centro Cultural Feminino.
20h: Saída do espetáculo “Lendas São Joanenses”, do Centro Cultural Feminino
20h30: Sessão de autógrafos com a escritora Márcia Paschoallin, na Sociedade de Concertos Sinfônicos
21h: Mesa redonda “Poesia em Tempos Incertos”, com os convidados Lucas Guimaraens e Ana Elisa Ribeiro, na Sociedade de Concertos Sinfônicos.
22h: Espetáculo Ruffato comanda Sessão Maldita: “Minas Flutuante”, recital com Grupo LESMA Poesia, de Conselheiro Lafaiete; “Nu Divã: confissões de uma quase Diva”, performance teatral com Benvinda D’angelo (São João del Rei) e Declamação de Poemas, com Lucas Guimaraens, Ana Elisa Ribeiro, Saulo Bardo de Luz, entre outros, na Taberna D’Omar.
Sábado (29)
10h: Mesa redonda “Jornalismo Literário: rumos e desafios em um país sem leitores”, com os convidados Rogério Pereira, Lucas Guimaraens e Maria Esther Maciel e José Eduardo Gonçalves e Mediação da professora Maria Ângela de Araújo Resende, da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ), na Sociedade de Concertos Sinfônicos.
11h30h: Lançamento “Revista Literária Olympio”, com os editores Maria Esther Maciel e José Eduardo Gonçalves, na Sociedade de Concertos Sinfônicos.
13h às 17h: Feirinha de Livros Infantis e Contação de Histórias, na Casa Lero.
14h: Conferência “Ler para Viver”, com o escritor Rogério Pereira, na Sociedade de Concertos Sinfônicos.
16h: Mesa redonda “Literatura e Outras Artes”, com Luiz Ruffato e Artistas Plásticos do Projeto Banheiros Temáticos do FELIT, na Sociedade de Concertos Sinfônicos.
18h: Lançamento “Livro Férus”, seguida de conversa com os autores infantis Francisco e Ana Godoy, a ilustradora Janaína Caldeira e o editor Lucas Maroca de Castro, no Fino Sabor Pizzaria.
20h: Conferência “Literatura, Vida e Resistência”, com a professora Conceição Evaristo e mediação do jornalista José Eduardo Gonçalves e a professora Maria Ângela de Araújo Resende da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ), na Sociedade de Concertos Sinfônicos
22h30: Espetáculo “Show das Letras”, com as cantoras Sônia Gargiulo, Lucinha Branca e Cláudia Alves e acompanhamento de Nadilson Assunçã, no Centro Cultural Feminino.
Domingo (30)
Local: Academia de Letras de São João del Rei
10h: Homenagem a Luiz Ruffato
11h: Conferência “Um Olhar Para o Folclore Mineiro”, com o historiador Ulisses Passareli
Leia a notícia completa em G1 Luiz Ruffato é homenageado no 12º Felit em São João del Rei e Tiradentes

O que você pensa sobre isso?