Juiz de Fora começa a abastecer veículos ligados a serviços essenciais

Dez caminhões de combustível chegaram à cidade nesta terça (28). Posto de combustíveis em Juiz de Fora começa a abastecer nesta terça-feira (29)
Cláudia Oliveira/G1
Foi viabilizado o primeiro fornecimento de combustíveis em Juiz de Fora desde o início do movimento de manifestação dos caminhoneiros.
De acordo com a Prefeitura da cidade, o abastecimento é estritamente para serviços essenciais, conforme prevê o decreto de situação de emergência assinado nesta segunda-feira (28) pelo prefeito Antônio Almas (PSDB).
Com escolta da Polícia Militar (PM), um comboio com 10 caminhões chegou à cidade na madrugada desta terça-feira (29). Os combustíveis devem assegurar os serviços básicos e transporte coletivo urbano pelos próximos dias na cidade, segundo o Executivo.
Escala de abastecimento
Além da entrega direta do combustível nas bombas dos operadores do transporte coletivo urbano, três postos estão responsáveis pelo abastecimento aos demais serviços públicos essenciais, obedecendo a seguinte escala:
Posto TLP – Rua Paracatu, nº 444, no Bairro Bandeirantes
A partir das 8h: veículos do Samu e Demlurb
A partir das 11h: demais veículos de serviços públicos essenciais e táxis
Posto Elefantinho – Avenida Brasil, nº 3.349, no Centro
A partir das 8h: veículos de serviços públicos essenciais
A partir das 11h: táxis
Posto Centro Choferes – Rua Benjamin Constant, nº 77, no Bairro Vitorino Braga
A partir das 8h: veículos de serviços públicos essenciais
A partir das 11h: táxis
De acordo com o decreto de situação de emergência, são considerados serviços públicos essenciais:
Saúde: transporte de pacientes e de material biológico, gases medicinais e diesel para geradores, distribuição de insumos, vacinas e medicamentos
Educação: transporte de alunos e distribuição de gêneros alimentícios para os estabelecimentos educacionais
Transporte urbano de passageiros, coletivos e taxis
Coleta de lixo, abastecimento e tratamento de água
Serviço funerário
Segurança urbana e defesa civil
Veículos particulares vinculados ao atendimento à saúde (ambulâncias) e à prestação de serviços públicos essenciais (empresas contratadas pelo município para este fim) poderão ser abastecidos, porém dentro do limite estabelecido no decreto que é de 20 litros de combustível por dia.
Ao final da terça-feira, o comitê de contingenciamento fará um controle de estoque junto a esses postos para garantir o abastecimento nos demais dias da semana. A segurança da distribuição nestes locais será feita pela Polícia Militar e pela Guarda Municipal.
A liberação do abastecimento para veículos particulares, dentro da cota diária indicada no decreto, será realizada a partir do próximo carregamento que for viabilizado pelo Município, o que já está sendo organizado para os próximos dias, através da mesma estrutura de comboio escoltado e mantendo a prioridade para os veículos de serviços essenciais.
Qualquer outra comercialização de combustível na cidade deve obedecer o limite diário determinado pelo decreto de situação de emergência, ficando sujeita à fiscalização dos órgãos competentes. Está proibido o uso de galões em qualquer abastecimento.
Horas de espera
Vários motoristas estão na fila de um posto na Avenida Brasil, no Centro, desde o início da madrugada desta terça-feira (29) em Juiz de Fora. A fila segue pela pista sentido Centro da Avenida Brasil, contornou a Rua Agassis e alcançou a Avenida Rio Branco. Nesta manhã, já está próxima ao Mergulhão na pista sentido Manoel Honório.
O taxista Carlos Eduardo Bastos aguardava na esquina da Avenida Brasil com a Rua Marechal Setembrino de Carvalho, próximo à ponte do Ladeira. A informação que ouviu é de que o abastecimento deve começar por volta de 14h, mas ele espera que os donos antecipem o início.
“Eu cheguei por volta de 1h30. Fiquei sabendo através de aplicativos de mensagens e de amigos que estavam rodando. Até agora só descarregaram as duas carretas e ajeitaram os carros para caber mais”, disse.
Fila para abastecimento em posto da Avenida Brasil já alcançou a Avenida Rio Branco na altura do Bairro Mariano Procópio em Juiz de Fora
Roberta Oliveira/G1
Leia a notícia completa em G1 Juiz de Fora começa a abastecer veículos ligados a serviços essenciais

O que você pensa sobre isso?