Interessada em assumir a administração do Aeroporto Brigadeiro Cabral, empresa faz treinamentos em Divinópolis

Voos comerciais foram suspensos há três meses. Atual administradora do local é a Prefeitura. Aeroporto está com voos suspensos desde o final de março
Prefeitura de Divinópolis/Divulgação
Uma empresa que está interessada em assumir a administração do Aeroporto Brigadeiro Cabral, em Divinópolis, realizou nesta sexta-feira (13) uma série de treinamentos para assumir a administração do local, que, atualmente, é gerido pela Prefeitura e está sem voos há três meses.
Procurada pelo MGTV, a Prefeitura afirmou que vem mantendo contatos com a Aeronáutica, com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e com outras instituições relacionadas para definir o melhor encaminhamento a ser dado ao aeroporto. Contudo, ainda não há uma definição sobre a modalidade de contratação – o que, segundo a Prefeitura, deve ser fechado ainda no mês de agosto.
A Prefeitura afirmou ainda que a empresa responsável pelo treinamento solicitou uma reunião com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município na terça-feira (17). O tema da reunião, conforme a Prefeitura, seria a apresentação do atual estágio do processo de retomada do aeroporto.
Interessada em assumir aeroporto, empresa faz treinamento em Divinópolis
Segundo Rodrigo Damasceno, gerente aeroportuário da empresa, o treinamento faz parte de uma exigência da Anac para administradores de aeroportos. No local, foi feita uma vistoria técnica e um curso voltado para o combate de atos ilícitos, como sequestro e terrorismo.
Conforme Damasceno, para seguir as normas da Anac, o local precisa passar por adequações, como a instalação de um pórtico detector de metais e de um raio-x para inspecionar bagagens de mão.
“A mudança será que nós vamos atender às obrigações e exigências da ANAC no quesito de segurança e há uma previsão de incrementar as condições do aeroporto para atender voos por instrumento”, contou.
Voos suspensos em março
No dia 30 de março, a única empresa que operava voos comerciais em Divinópolis, a Azul, informou que cessaria a prestação de serviços na cidade em cumprimento a uma decisão da então administradora do aeroporto, a Socicam.
Na época, a Socicam informou que estava deixando a gestão devido a uma dívida da Prefeitura com a empresa. Os pagamentos ainda são alvos de negociação entre as partes, segundo a administração municipal.
Uma semana após o fim do contrato, a Prefeitura anunciou que assumiria a gestão temporariamente por meio da Empresa Municipal de Obras Públicos (Emop), embora a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid) tenha demonstrado interesse em tomar a frente do serviço.
Dívida
Segundo o Executivo, a manutenção do aeroporto tem um custo mensal de R$ 168 mil para os cofres públicos e o Município devia R$ 2.664.000 à Socicam até fevereiro. A dívida é referente a 18 meses de repasses que ficaram pendentes da administração anterior.
No dia 27 de março, pouco antes de a Socicam encerrar o contrato com o Município, a Prefeitura de Divinópolis informou que pretendia reajustar o aluguel de hangares do aeroporto para conseguir levantar recursos e, assim, manter os voos comerciais em atividade.
Leia a notícia completa em G1 Interessada em assumir a administração do Aeroporto Brigadeiro Cabral, empresa faz treinamentos em Divinópolis

O que você pensa sobre isso?