Imprensa internacional avalia reflexos de eleições nos Estados Unidos


A visão da capa dos principais jornais internacionais desta terça-feira (6) dá a impressão de que as eleições legislativas nos Estados Unidos têm consequências para vários países.  

Um artigo no The Moscow Times pergunta se Trump vai mudar a relação com Putin se sair derrotado pelos democratas. E o presidente Xi Jinping falou da guerra comercial contra a China, com certa poesia, para ser lido pelos eleitores nos Estados Unidos: “Grandes ventos e tempestades podem agitar um lago, mas não um oceano”. 

O jornal do Vaticano, L’Osservatore Romano, traz um editorial na capa, o Trono de Espadas, em que faz um paralelo com a série Game of Thrones e lembra que as últimas decisões de Trump foram eleitoreiras, aí incluindo as sanções contra o Irã.  

O Libération, da França, publica a manchete Le Vote Garde-Fou, algo como O Voto Salvaguarda. No italiano La Repubblica, lê-se na manchete: O Voto que faz Trump Tremer. O belga DeMorgen dedica a maior parte de sua capa ao que intitula A América Escolhe, com gráficos de quantas cadeiras ocupam democratas e republicanos no Congresso. 

O jornal uruguaio El Observador observa: O Futuro Está em Jogo. E o Haaretz, de Israel, pergunta: “A onda anti-Israel estará a ponto de mudar a política dos Estados Unidos?” Como os eleitores americanos, vários governos aguardam agora o resultado.

*O jornalista Moisés Rabinovici é comentarista da Rádio Nacional e apresentador do programa Um olhar sobre o Mundo, na TV Brasil
Leia a notícia completa em EBC Imprensa internacional avalia reflexos de eleições nos Estados Unidos

O que você pensa sobre isso?