Governo Trump corta nova ajuda financeira aos palestinos

WASHINGTON – Os Estados Unidos suprimiram neste domingo uma nova parte da ajuda financeira aos palestinos, depois de terem interrompido outra de mais de US$ 200 milhões, segundo uma fonte diplomática. Os novos cortes americanos correspondem a programas que visam a aproximar palestinos e israelenses, e que até agora tinham um orçamento de US$ 10 milhões, de acordo com uma fonte da embaixada americana em Israel.— Uma parte desses US$ 10 milhões destinados à gestão de conflitos será aplicada em outras atividades — afirmou a fonte.LEIA MAIS: Corte de fundos dos EUA para palestinos alimenta o radicalismo, diz JordâniaA fonte não disse qual será o valor exato aplicado em outras atividades, mas detalhou que os programas agora serão dedicados à reconciliação entre israelenses e árabes israelenses, que representam 17,5% da população de Israel. Em 24 de agosto, os Estados Unidos anunciaram o cancelamento de mais de US$ 200 milhões de dólares em ajuda aos palestinos. O dinheiro será usado agora para “melhorar” programas em Israel, assinalou a fonte da embaixada americana.O governo dos Estados Unidos anunciou esse corte na ajuda aos palestinos uma semana antes do fim do financiamento à Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA), colocando em risco sua viabilidade financeira.Os Estados Unidos eram o principal contribuinte da UNRWA, com 350 milhões de dólares fornecidos em 2017. Esses repetidos cortes têm sido vistos como temerosos por autoridades da região. De acordo com o ministro das Relações Exteriores da Jordânia, a interrupção dos serviços da UNRWA terá implicações humanitárias, políticas e de segurança extremamente perigosas para os refugiados e para toda a região, com potencial para alimentar o extremismo.A UNRWA cumpre funções típicas de um governo na Cisjordânia e em Gaza, e oferece educação, saúde e outros serviços essenciais para cerca de 2 milhões de pessoas.O presidente americano, Donald Trump, afirmou que tomou essas decisões para forçar os palestinos a negociar, depois que a Autoridade Nacional Palestina pôs fim a qualquer contato com o governo dos Estados Unidos desde o reconhecimento por parte de Trump de Jerusalém como a capital de Israel.
Leia a notícia completa em O Globo Governo Trump corta nova ajuda financeira aos palestinos

O que você pensa sobre isso?