Governo aguarda ordem judicial para decidir como retirar equipe de apoio que serve a Lula

76011188_Brazil%27s former President Luiz Inacio Lula da Silva waves to supporters in front of the met.jpgBRASÍLIA – A Casa Civil ainda não concluiu o estudo técnico sobre a manutenção ou não dos benefícios ao ex-presidente Lula depois que ele foi preso. A Justiça acabou sendo mais rápida do que o Palácio do Planalto.

Lula 16-05 Na decisão, o juiz federal Haroldo Nader, da 6ª Vara Federal de Campinas, concedeu liminar para que a União suspenda imediatamente benesses como segurança, transporte e assessoria para o petista, dada a sua reclusão, sob o argumento de que lesam o erário sem ter finalidade.

Segundo assessores, a Secretaria Geral da Presidência, a quem a Secretaria de Administração é subordinada, está aguardando a decisão oficial da Justiça chegar ao Planalto para cumprí-la. A área jurídica deverá analisar como será a aplicação da decisão.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse AO GLOBO que o grupo de trabalho da Casa Civil que trata do assunto ainda não concluiu os estudos e que isso ocorreria na próxima semana.

ASSUNTO DIVIDE PLANALTO

Antes da decisão do magistrado, a retirada da equipe de apoio de Lula era tratada, nos bastidores, como um assunto delicado. Isso porque o governo de Michel Temer, já desgastado, temia ser alvo de várias críticas se simplesmente cortasse os benefícios do de um ex-presidente da República, em especial do petista.

A questão jurídica divide opiniões dentro do Grupo de Trabalho. Alguns participantes avaliam que, mesmo preso, Lula tem sim a certos direitos como ex-presidente da República. Diante da falta de consenso, o assunto estava em “banho-maria”, até que a Justiça decidiu primeiro.


Leia a notícia completa em O Globo Governo aguarda ordem judicial para decidir como retirar equipe de apoio que serve a Lula

O que você pensa sobre isso?