Feira Crespa comemora quatro anos e homenageia Nelson Mandela


RIO — A dificuldade de encontrar cremes para realizar a transição capilar motivou Elaine Rosa, de 29 anos, a criar a Feira Crespa. Produtora cultural, ela é uma das idealizadoras do evento, há quatro anos na agenda cultural da Zona Norte. Amanhã, a partir das 15h, a Arena Carioca Jovelina Pérola Negra, na Pavuna, abriga a programação, cujo lema é a valorização da mulher.

— O empoderamento feminino é uma marca do projeto desde o início. A nossa resistência passa também pela estética. Por isso, é importante conversar sobre cabelo, o uso de roupas e acessórios étnicos. Tudo isso faz diferença na vida dos jovens negros — afirma Elaine, lembrando os três pilares da iniciativa: arte, empreendedorismo e debate.

Feira Crespa Essa percepção é resultado do trabalho desenvolvido pela Agência de Redes para Juventude, da qual Elaine fez parte, que encoraja moradores de favelas e periferias a transformarem ideias em projetos de intervenção.

Além de desfile de moda, oficina de dança urbana, exposição de poesias e apresentações musicais, a comemoração destaca o centenário de nascimento de Nelson Mandela, líder na luta contra o apartheid na África do Sul, oficialmente comemorado em julho.

— No dia, vamos apresentar pílulas de suas falas e contar um pouco da história dele. A figura do Mandela é de resistência, uma bússola que precisamos ressaltar — confirma.

Outras edições da feira foram realizadas em lugares como Complexo do Alemão, São Cristóvão e Penha Circular. O objetivo, Elaine sustenta, é “ganhar a cidade”. Contudo, não importa quais novos territórios vai ocupar, o projeto tem lugar cativo na Jovelina Pérola Negra, que o acolheu desde o início.

— Temos orgulho de ser a casa da feira. Ela é um instrumento de geração de pertencimento e renda, além de captar pessoas que normalmente não circulariam por aqui. Isso é muito importante — endossa Anderson Barnabé, gestor do espaço.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)


Leia a notícia completa em O Globo Feira Crespa comemora quatro anos e homenageia Nelson Mandela

O que você pensa sobre isso?