Em recado da prisão, Lula diz que é ‘candidatíssimo’

INFOCHPDPICT000041852125SÃO PAULO. O teólogo Leonardo Boff visitou o ex-presidente Lula, na tarde desta segunda-feira, na Superintendência da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba. Os dois ficaram juntos por uma hora e meia. Lula pediu para o teólogo avisar que é “candidatíssimo” à Presidência da Repúblicas na eleição de outubro.

— Ele até mandou um recado: que é candidatíssimo. Ele só vai renunciar à candidatura o dia que (o juiz Sergio) Moro trouxer uma única prova de que ele é dono do tríplex — afirmou Boff.

De acordo com o teólogo, Lula tem aproveitado “a situação de viver numa solitária” para refletir e ler muito. O petista completou um mês preso nesta segunda-feira.

— Ele quer aprofundar a questão da espiritualidade. Não no sentido das religiões, no sentido do profundo, do ser humano, que questiona o sentido da vida, do universo, de qual o significado de ele estar preso ali. Deve ter um desígnio maior. É alguém que está aprofundando a sua própria trajetória e colocando num nível maior.

No mês passado, Boff, um dos principais propagadores da Teologia da Libertação no Brasil nos anos 1970 e 1980, havia tentado visitar Lula, mas a juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara de Execução Penal de Curitiba, negou o pedido para o seu ingresso na carceragem da PF. Nesta segunda-feira, o teólogo foi autorizado a visitar o ex-presidente graças a um acordo entre a defesa e a Polícia Federal.


Leia a notícia completa em O Globo Em recado da prisão, Lula diz que é ‘candidatíssimo’

O que você pensa sobre isso?