Donos de pastelaria em SP ajudam cliente a encontrar família na Paraíba após 30 anos separados


Sócios de comércio em Franca descobriram que o amigo estava doente e decidiram proporcionar o reencontro de Edivaldo Soares dos Santos com a irmã e a cunhada. Irmãos se reencontram depois de 30 anos separados em Franca, SP
Os sócios de uma pastelaria de Franca (SP) decidiram ajudar um amigo, que frequenta o comércio regularmente, a encontrar a família na Paraíba. Edivaldo Soares dos Santos, de 53 anos e mais conhecido como Ivan, deixou o Nordeste do Brasil para trabalhar e perdeu contato com os parentes há 30 anos. Depois de descobrir que o colega ficou doente e deixou de ir à pastelaria, Cleber Charur e Luís Donizete da Silva hospedaram uma irmã e uma cunhada de Santos na cidade do interior paulista para proporcionar o reencontro.
Santos tinha a pastelaria como seu lugar preferido. Os sócios do comércio perceberam a ausência do amigo por 11 dias e descobriram que ele estava com pneumonia. Foi aí que os amigos iniciaram a busca. Por meio de telefonemas e procuras nas redes sociais, encontraram os parentes do rapaz na pequena cidade de Bananeiras (PB).
“Foi aí que começou esse contato com a família, não poderíamos deixar um amigo internado sem ninguém. A gente reuniu os amigos, porque ele tem vários amigos, e resolvemos correr atrás e tentar localizar alguém da família para informar a situação dele no hospital. Precisava informar que ele estava vivo“, conta Charur.
Assim que ficaram sabendo do paradeiro de Santos a irmã Maria José Soares e a cunhada Josinete Galdino Soares foram à Franca para reencontrar o familiar. Elas chegaram à cidade com a missão de levá-lo para casa.
“A gente só pode voltar com ele, foi o que meu pai me disse. Antes de sair de lá meus pais me disseram que eu só podia voltar com ele. E nós vamos ficar aqui até podermos ir embora”, diz Maria José.
Amigos ajudaram irmãos a se reencontrarem depois de 30 anos em Franca, SP
Claúdio Oliveira/EPTV
Luís Donizete da Silva tinha contato com Santos toda semana porque entregava salgados na empresa que ele trabalha. Eles começaram as buscas na internet e por telefone para tentar encontrar alguém da família. “Eu já estava vendo que ele estava adoecendo e disse para ele procurar um médico. Ele sempre dizia que ia procurar o médico, mas com ele ia deixando a situação se agravar e deu no que deu”, afirma.
A irmã e a cunhada de Ivan vieram da Paraíba até Franca, SP, para reencontrar o irmão depois de 30 anos
Claúdio Oliveira/EPTV
Reencontro
A irmã de Santos disse que a família realmente acreditava que ele estava morto. “A notícia que a gente tinha era que ele tinha falecido e achar ele nessa situação é para pedir a Deus que ele possa sair dessa. A última vez que a gente teve contato com ele, ele ainda morava em São Bernardo do Campo (SP), depois que ele veio para esse lado [Franca], perdemos o contato de vez”, relata.
Hospedadas na casa de Charur, Maria José espera a liberação do médico para levar o irmão de volta à Paraíba.
Amigos e família torcem pela recuperação de Ivan em Franca, SP
Claúdio Oliveira/EPTV
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão e Franca
Leia a notícia completa em G1 Donos de pastelaria em SP ajudam cliente a encontrar família na Paraíba após 30 anos separados

O que você pensa sobre isso?