Dono do Aliexpress vende US$ 1,4 bi nos primeiros minutos do Dia dos Solteiros


HONG KONG – O Alibaba Group, dono do Aliexpress, registrou 10 bilhões de yuans (US$ 1,44 bilhões) em volume de vendas nos primeiros minutos do Dia dos Solteiros — importante data de promoções para o comércio chinês. A cifra superou a do ano passado.

A maior empresa da China — que está tentando atrair atenção para os negócios por meio de um espetáculo televisionado com a participação do Cirque du Soleil e da cantora Mariah Carey — informou que produtos da Xiaomi, Apple e Dyson (marca britânica que fabrica de aspiradores de pó a secadores de cabelo) estavam entre as três marcas mais compradas nas vendas iniciais.

A data comemorativa, originalmente dedicada aos “desacompanhados” do país, se tornou um importante termômetro não apenas para a empresa, mas para a China como um todo. Este ano, o 11 de novembro oferece um vislumbre do sentimento do consumidor no país, conforme as tensões com os EUA e um toma lá dá cá de tarifas comerciais derruba mercados de ações e ameaça frear a segunda maior economia do mundo.

Ainda assim, o Alibaba pretende superar o crescimento de 37% e os 168 bilhões de yuans em transações registrados em 2017, um montante que supera a Black Friday e a Cyber Monday juntas.

NOVAS PLATAFORMAS PARA FATURAR

O desafio para o bilionário Jack Ma, cofundador do Alibaba, é conseguir um novo recorde após uma sequência de dez anos. Com uma economia em desaceleração, mercados saturados e concorrência de plataformas menores, o Alibaba agora busca novos motores de crescimento.

— O Alibaba está fazendo uso de todas as suas plataformas para fazer o Dia dos Solteiros um feriado que inclua jantares e entretenimento — explicou Jet Jing, presidente da Tmall, um dos principais sites da empresa, no evento da data comemorativa. Estamos conectando compradores on-line a estabelecimentos físicos.

O Dia dos Solteiros como ele é hoje foi uma crianção de Ma e Daniel Zhang, diretor executivo da Alibaba, que tiveram a ideia de transformar a data cultural em um festival de compras há uma década. Popularizado inicialmente por estudantes universitários, o 11 de novembro surgiu como um antídoto ao sentimentalismo do Valentine’s Day (o dia dos Namorados do Hemisfério Norte).


Leia a notícia completa em O Globo Dono do Aliexpress vende US$ 1,4 bi nos primeiros minutos do Dia dos Solteiros

O que você pensa sobre isso?