Diversão ao ar livre

1- PARQUE LAGE. O parque badalado conta com amplo espaço para piqueniques, chafariz e brincadeiras ao ar livre. Os jardins, construídos em formas geométricas, e as pequenas grutas espalhadas pelos 52 hectares de área verde garantem a diversão das crianças, combinando a arquitetura do início do século passado com arte contemporânea dentro do palacete, projetado pelo arquiteto italiano Mario Vodrel, onde funciona a Escola de Artes Visuais (EAV) e o Plage Café. Na parte dos fundos do parque, uma surpresa histórica: uma antiga lavanderia de pedra, da época do império. As trilhas levam os visitantes a recantos com muita vegetação e possibilitam caminhadas ecológicas que incluem um atalho para o Morro do Corcovado. No domingo (24.09), das 9h30 às 11h, os instrutores membros da AbraMind farão uma meditação coletiva para quem quiser chegar.

Rua Jardim Botânico 414, Jardim Botânico — 3257-1800. Diariamente, das 8h às 17h. Grátis.

2- PARQUE DA CHACRINHA. Os mais de 13 mil hectares de área verde do parque estadual são considerados um refúgio em Copacabana. Piqueniques e aulas de ioga e tai chu chuan são comuns entre os micos que dão o ar da graça, além de brinquedos infantis, quadra de futebol de salão (a ser reservada), mesas para jogos e churrasqueiras. As trilhas dão acesso ao alto do Morro de São João.

Rua Guimarães Natal, s/nº. Ter a dom, das 8h às 17h. Grátis.

3- PARQUE EDUARDO GUINLE. Em Laranjeiras, o parque erguido na década de 1920 é um projeto do paisagista francês Gérard Cochet. Com um imponente portão de entrada, área para crianças, equipamentos de ginástica e área verde para piqueniques e outras atividades ao ar livre, geralmente é bem policiado e, há cerca de cinco meses, um grupo de moradores comanda um bromeliário coletivo. Patos, marrecos e garças também dão o ar da graça no laguinho.

Parque Eduardo Guinle: Rua Gago Coutinho 66, Laranjeiras. Grátis.

4- PARQUE DA CATACUMBA. A área de proteção ambiental que foi reflorestada nos anos 70 tem espécies nativas da Mata Atlântica e uma parede de escaladas. A trilha é uma das mais fáceis, bem cuidadas e sinalizadas da cidade, com trechos de escadas e dois mirantes, sendo um deles com deque para curtir a paisagem. Para chegar, são pouco mais de 300 metros morro acima, em geral percorridos em cerca de 30 minutos.

Av. Epitácio Pessoa 3.000, Lagoa — 2247-9949. Ter a dom, das 9h30m às 16h30m. Grátis.

35183399_ZS Rio de Janeiro RJ 21-12-2011 Parque da Chacrinha-f%C3%94%C3%B8arias-Parque da Chacrinha no Leme qu.jpg5- PARQUE NACIONAL DA TIJUCA. Com destaque para a estátua do Cristo Redentor, o parque é a unidade de conservação federal mais procurada do país, com três milhões de visitantes ao ano. Outros pontos turísticos também são famosos, como a Vista Chinesa, o Mirante Dona Marta e a Vista do Almirante, além de trilhas de diversos níveis para caminhada, cachoeiras, espaços com churrasqueira e locais para passeios de bicicleta e prática de esportes radicais.

Entrada principal: Praça Afonso Viseu, Alto da Boa Vista — 2491-1700. Diariamente, das 8h às 17h. Grátis.

6- QUINTA DA BOA VISTA. Frequentado por casais, idosos, famílias, grupos escolares e tribos urbanas diversas, o grande parque de cerca de 155 m² é um convite para um piquenique e as pessoas também podem passear em pedalinhos e caiaques pelo lago. As quadras de futebol vivem cheias e por lá os frequentadores também jogam peteca e frisbee. As cavernas artificiais são uma atração à parte e pode-se conferir diferentes tipos de estalactites. Também não faltam opções para a prática de esportes, seja corrida, ciclismo, ou mesmo caminhadas. O espaço também abriga o Museu Nacional e o Jardim Zoológico do Rio de Janeiro (RioZoo), que passará por uma reformulação gradual a partir de outubro, para que, em dois anos, vire um bioparque inspirado nos que existem nos Estados Unidos e na Europa, onde os animais vivem em ecossistemas espaçosos e fora das gaiolas fechadas.

— As pessoas não gostam desse model antigo em que o animal vive como se estivesse em uma vitrine. Hoje o RioZoo está muito longe de ser uma vitrine e tem um papel de conservação e de pesquisa muito mais ativo. Tem alguns parques no Brasil que tem recintos onde se tem uma interação maior com o animal, que não vive sozinho e dentro de uma grade, mas tudo ainda é muito pontual. Chegaremos com essa novidade aqui no Rio — informou a bióloga chefe do zoo, Anna Cecília Leite.

Quinta da Boa Vista: Av. Pedro II s/nº, São Cristóvão — 2234-5341. Diariamente, das 9h às 17h. Grátis.

RioZoo: Parque da Quinta da Boavista s/nº, São Cristóvão — 3878-4200. Diariamente, das 9h às 17h. R$ 15.

7- PARQUE ESTADUAL DA PEDRA BRANCA. Na Zona Oeste e em meio a seus 12.500 hectares, as principais atrações do parque que engloba bairros como Jacarepaguá, Guaratiba, Bangu, Realengo, Barra, Recreio, Grumari e Campo Grande (!) são as trilhas de diversos níveis, o aqueduto do século XIX, o Pico da Pedra Branca, a capela de São Gonçalo do Amarante e as represa da Figueira e da Padaria. Na parte da Colônia, encontra-se também o Museu Bispo do Rosário de Arte Contemporânea, que tem eventos culturais, oficinas e residências artísticas.

Estrada do Pau da Fome 4.002, Vargem Grande — 2446-4557. Diariamente, das 7h às 19h. Grátis.

Museu Bispo do Rosário: Estrada Rodrigues Caldas 3.400, Taquara — 3432-2402. Ter a sáb, das 10h às 17h.

8- PARQUE DO MARTELO. Charmoso e singelo, o logradouro de 16 m² no Humaitá tem espaço para crianças, horta comunitária, aulas de ioga, oficinas de artes plásticas e pode ser reservado para piqueniques. Às quintas-feiras, tem uma feira de produtos orgânicos na parte da manhã.

Rua Miguel Pereira 41, Humaitá — 2527-0177. Seg a sex, das 8h ao meio-dia e das 13h às 16h. Sáb, das 8h às 13h. Dom, das 9h às 13h. Grátis.

9- JARDIM BOTÂNICO. A exuberância do local é o chamariz para locais e visitantes da cidade. Sendo um dos dez mais importantes parques do mundo, além de ser considerado um museu vivo natural e referência nacional para jardins botânicos de todo o país, o jardim abriga uma coleção com cerca de oito mil espécies da flora nacional e de várias partes do mundo, além de área remanescente de Mata Atlântica. Além de contemplar a reserva de cerca de 6.500 espécies, é possível explorar os 54 hectares em caminhadas ou a bordo de carrinhos elétricos, em passeios guiados, além de orquidário, parquinho, Museu do Meio Ambiente e o Espaço Tom Jobim, que reúne peças, shows e exposições. Piqueniques são permitidos, mas só nas mesas junto ao parquinho.

Rua Jardim Botânico 1.008, Jardim Botânico — 3204-2498. Diariamente, das 8h às 17h (menos nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro). R$ 15.

10 – PARQUE ECOLÓGICO CHICO MENDES. Localizado em área de restinga, na Baixada de Jacarepaguá, o corredor verde de 43 hectares é ideal para longas caminhadas e passeios com crianças. Bem cuidado, o parque tem dez opções de trilhas, todas fáceis de serem percorridas e algumas adaptadas para deficientes visuais e cadeirantes. O local oferece brinquedos em bom estado de conservação e jacarés-de-papo-amarelo e jabutis são os moradores ilustres do local.

Avenida Jarbas de Carvalho 679, Recreio — 2437-6400. Diariamente, das 8h às 17h.

Fonte: O Globo Diversão ao ar livre

O que você pensa sobre isso?