Dentista é presa em São Paulo por suspeita de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro


RIO — Uma dentista foi presa por policiais da 78ª DP (Fonseca), em São Paulo, nesta quinta-feira. Dayane Medeiros Boechat, de 23 anos, é suspeita de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e crimes contra a saúde pública. A prisão é um desdobramento da Operação Eros, que investiga uma quadrilha responsável por vender na internet medicação de uso controlado e proibida no Brasil. A atividade criminosa lucraria cerca de R$ 150 mil por mês.Dayane foi presa em casa, no bairro Eiji Matsumura. Os policiais cumpriram também mandados de busca e apreensão em outros endereços relacionados à destista, incluindo seu consultório. A suspeita é irmã de Bruna Medeiros Boechat, presa no dia 8 deste mês, na primeira fase da Operação Eros — além dela, outros três acusados de participar da quadrilha também foram detidos.O bando é acusado de ser responsável pelo mais famoso e antigo site brasileiro de venda de medicamentos de uso controlado e proibido. Nele, eram oferecidos, indiscriminadamente, remédios como Cytotec (abortivo proibido no Brasil), Rivotril (ansiolítico de venda controlada), Ritalina (usada no doping intelectual dos concurseiros), Rohypnol (droga usada no golpe “boa noite Cinderela”), Pramil (estimulante sexual de venda proibida no Brasil) e Anfepramona (rebite usado pelos caminhoneiros).Além desses, eram comercializados ilegalmente inibidores de apetite, anfetaminas, anabolizantes e antibióticos. O site estava no ar desde 2006 e tinha clientes em todo o Brasil. As encomendas eram postadas em agências dos Correios de Niterói, município da Região Metropolitana do Rio.Outros presos, além de Dayane e Bruna, são: Paulo Jardel Cavalcante Espíndola e Flávia Conceição Ermácora e coronel da reserva da PM de São Paulo Antônio Sérgio Marsola.
Leia a notícia completa em O Globo Dentista é presa em São Paulo por suspeita de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro

O que você pensa sobre isso?