Daniel Alves explica recusa ao City e descreve experiência com Guardiola como 'melhor que sexo'


Jogador em atividade com mais títulos no futebol mundial, 39, Daniel Alves conquistou boa parte de seus troféus ao lado de Pep Guardiola, com quem trabalhou no Barcelona entre 2008 e 2012. Apesar disso, o brasileiro recusou uma oportunidade de retomar a parceria com o técnico catalão, desta vez no Manchester City. Em entrevista a “Sky Sports”, o brasileiro explicou por que tomou essa decisão:

— Estava tudo certo para ir para o Manchester City, mas não aconteceu por uma decisão familiar. Pep sabia das minhas intenções de voltar a trabalhar com ele e sua equipe. Sabe do respeito gigante que tenho, mas algo apareceu. Na vida, você precisa pesar as coisas, mesmo quando é apenas a sua carreira. Gosto que as minhas decisões sejam tomadas com cuidado para que não machuquem ninguém perto de mim.

Rejeitar o Manchester City de Guardiola para assinar com o Paris Saint-Germain não impede que Daniel Alves aponte o catalão como o melhor treinador com quem já trabalhou. Em depoimento a um documentário a respeito da passagem de Pep pelo Barça, o brasileiro classifica o período como “melhor que sexo”:

— Guardiola me melhorou muito como jogador. Me ensinou muitas coisas. Por isso, sempre que me perguntam em entrevistas, respondo que é o melhor treinador com quem já trabalhei. Ele é um gênio em momentos fundamentais. Sabe como passar aos jogadores exatamente o que ele precisam fazer. Em várias ocasiões, ele foi um técnico que ganhou jogos para o time. A gente apenas seguia as instruções.


Leia a notícia completa em O Globo Daniel Alves explica recusa ao City e descreve experiência com Guardiola como ‘melhor que sexo’

O que você pensa sobre isso?