Conheça o Brasil a preços acessíveis


Programa Turismo Social Sesc possui diversos pacotes para várias cidades do País, incluindo serviços como alimentação, hospedagem e passagens. A viagem a Mato Grosso é um encontro com a natureza. No Recanto Ecológico Lagoa Azul, os visitantes podem nadar entre diversas espécies de peixes em um aquário natural
Divulgação
Uma viagem começa a acontecer no planejamento. Geralmente, primeiro se escolhe o destino e, depois, vem o orçamento, ou seja, custos com hospedagem, alimentação, passeios, translado e outros gastos. É nesse segundo passo que muitas viagens acabam antes mesmo de iniciar. Mas, isso não precisa ser assim, pois o Sesc, braço social do Sistema Fecomércio Ceará, conta com um programa chamado Turismo Social, disponibilizando vários pacotes com preços acessíveis.
Mensalmente são realizados passeios e excursões. Atualmente, os destinos são no Brasil, uma oportunidade para conhecer um pouco mais das belezas e riquezas naturais e culturais do nosso País. Um exemplo é o pacote para conhecer, de 5 a 10 de novembro, Cuiabá, Nobres, Pantanal e Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, o único estado brasileiro onde você pode encontrar o Pantanal, o Cerrado e a Amazônia.
As opções são bem variadas para todas as regiões do Brasil. Um deles leva o viajante de 17 a 24 de novembro para Aracajú em Sergipe, e para a rota dos vinhos no Vale do São Francisco, em Pernambuco e Bahia. Mas, se não quiser sair do Ceará, também há opções, como Sobral (9/11) e as cidades de Viçosa e Ubajara (10 a 11/11), na Serra da Ibiapaba.
No valor de cada pacote estão inclusas, por exemplo, passagens aéreas, transporte terrestre, diárias, café da manhã, almoço, jantar, passeios, seguro viagem e guias. Os preços variam de acordo com as categorias: trabalhador do comércio, empresário, conveniado e público em geral. Também há facilidade no pagamento, podendo ser dividido em até 12 vezes, dependendo do cartão de crédito.
Karina Maciel Cruz, supervisora de plano de saúde, 43, sempre que pode não perde uma oportunidade de viajar pelo Sesc. “Me sinto segura e acolhida pela equipe do Sesc, já virou uma família”, define. A primeira viagem de Karina, pelo Turismo Social, aconteceu no carnaval de 2009, quando conheceu Natal e João Pessoa, de lá para cá não perde uma oportunidade de fazer as malas e conhecer aquele destino tão sonhado.
“E cada viagem é uma superação. Me sinto tão à vontade e confio tanto na equipe, que supero meus medos, como o medo de altura superado quando fui no bondinho no Rio de Janeiro”, conta Karina. Ela quase sempre embarca sozinha, sem familiares ou amigos, por isso, afirma que se não fosse o Sesc, não teria feito a maioria dessas viagens. “A gente acaba formando uma família nessas viagens”, complementa.
O Polo Vitivinícola do Vale do São Francisco, em plena caatinga é o segundo maior produtor de vinhos, espumantes e sucos naturais de uva no Brasil.
Divulgação
Outro diferencial, destaca Karina, é o preço, além da facilidade no pagamento. “Nunca imaginei que pudesse um dia conhecer Buenos Aires, mas no Sesc
é tudo facilitado. Paguei de 10 vezes e ainda estava incluso passagens aéreas, hospedagem, passeios, guias, se eu fosse sozinha ou por uma agência, não teria condições. Além do que, no Sesc, me sinto segura”, comenta.
Karina disse que também faz as viagens pelo Ceará, uma forma de conhecer mais a terrinha e aproveitar as belezas do Estado. “Existia uma Karina antes das viagens do Sesc, agora existe uma nova Karina, mais extrovertida”, analisa.
De acordo com a proposta do Turismo Social, o programa é uma forma de inclusão social, possibilitando e democratizando o acesso a novas culturas, povos e lugares aos trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo, seus dependentes e para toda a sociedade.
Serviço
Turismo Social – Sesc Mais informações: www.sesc-ce.com.br/excursoes/
Telefone: (85) 3452.9073 / 3452.90 76
*Descontos especiais para quem possui o Cartão do Empresário e Cartão Sesc Saiba como fazer o seu: http://www.sesc-ce.com.br/servicos/faca-seu-cartao-sesc
Leia a notícia completa em G1 Conheça o Brasil a preços acessíveis

O que você pensa sobre isso?