Companhia Brasileira de Ballet encena 'O quebra-nozes'


O espetáculo não sai de moda no repertório da Companhia Brasileira de Ballet. Há exatamente uma década, o clássico “O quebra-nozes” ganha os passos de cinquenta bailarinos do grupo, em montagens ininterruptas. No Rio, a coreografia de temática natalina toma o palco do Teatro Oi Casa Grande pelo quarto ano consecutivo — a derradeira sessão da atual temporada é apresentada hoje à tarde, com ingressos praticamente esgotados. Afinal, existe uma explicação para a perenidade da obra?— O fato de ser uma peça com o espírito de Natal chama muita atenção. É um balé que conversa com todas as idades, sempre com a mesma magia para pais e filhos, avós e netos — exalta o diretor Jorge Teixeira. — Neste ano, notamos que houve uma novidade. Muita gente passou a nos procurar porque assistiu ao filme “O Quebra-Nozes e os quatro reinos” (em cartaz nos cinemas). Produção atemporal encenada pela primeira vez em 1892, na Rússia, a fábula inspirada num conto infantil de Alexandre Dumas — embalada por composições musicais de Tchaikovsky — acompanha a história de um garoto injustamente enfeitiçado por uma comunidade de ratos. Dividida em dois atos, num total de quase duas horas, a trama sustenta uma roupagem robusta, marcada por 200 diferentes figurinos.— Para nós, há uma importância crucial em montar um espetáculo tão popular. É dessa forma que formamos plateias e fomentamos a arte para uma plateia mais diversa — opina o diretor do grupo, que apresentará, ainda este mês, “Giselle” e “Flauta mágica”, ambos no Teatro Municipal.Oi Casa Grande: Av. Afrânio de Melo Franco 290, Leblon — 2511-0800. Sex, às 20h. Sáb, às 16h e às 20h. Dom, às 16h. R$ 100. 100 minutos . Livre. Únicas apresentações.
Leia a notícia completa em O Globo Companhia Brasileira de Ballet encena ‘O quebra-nozes’

O que você pensa sobre isso?