Ceasa de Simões Filho completa uma semana sem abastecimento e fica vazia nesta segunda-feira: 'Nunca vi nada parecido'

Com greve de caminhoneiros, centro de abastecimento da região metropolitana de Salvador está vazio e tem menos de 10% de mercadoria. Ceasa enfrenta desabastecimento por conta da greve dos caminhoneiros
Diante da greve de caminhoneiros e os consequentes bloqueios de rodovias em todo o país, o Centro de Abastecimento (Ceasa) de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador, enfrenta o desabastecimento de alimentos. O local não fechou, mas enfrenta situação muito crítica desde a semana passada e tem menos de 10% de mercadoria para ser repassada aos comerciantes nesta segunda-feira (28), quando a greve completa oito dias.
A Ceasa que recebe 50 mil toneladas de alimentos por mês, estava vazia nesta segunda e contou apenas com a presença de poucos comerciantes. As barracas da feira ficaram fechadas e as bancas de produtos estavam cobertas por mantas.
O Presidente da Associação de Comerciantes e Feirantes da Ceasa, Agnaldo Nascimento, informou que o Centro de Abastecimento já não recebe produtos há uma semana.
“Na verdade estamos passando por uma situação inimaginável. Esse é o reflexo de sete dias de paralisação, que é legítima, mas a população está sofrendo com isso. Nós entregamos [alimentos] em hospitais, em presídios, em fábricas até o final de semana. Nunca vi nada parecido. Mesmo que acabe [a greve] entre hoje e amanhã. Não dá para calcular, mensurar o prejuízo”, disse Agnaldo Nascimento.
A cada dia de feira (segunda, quarta e sexta) chegam 350 caminhões na Ceasa de Simões Filho. São 144 galpões, desse total sete são permanentes onde ficam 160 boxes. Outros sete galpões não são permanentes, neles funcionam as feiras nos dias de segunda, quarta e sexta-feira.
Com greve dos caminhoneiros, Ceasa de Simões Filho completa uma semana sem abastecimento, nesta segunda-feira (28)
Reprodução/TV Bahia
Bancas da feira na Ceasa de Simões Filho estão fechadas nesta segunda-feira (28)
Reprodução/ TV Bahia
Centro de Abastecimento de Simões Filho ficou isolado nesta segunda-feira (28))
Reprodução/TV Bahia
Leia a notícia completa em G1 Ceasa de Simões Filho completa uma semana sem abastecimento e fica vazia nesta segunda-feira: ‘Nunca vi nada parecido’

O que você pensa sobre isso?