Casa França-Brasil proíbe áudio de Bolsonaro em instalação da exposição Literatura Exposta


RIO — O diretor da Casa França-Brasil, Jesus Chediak, e o secretário estadual de Cultura, Leandro Monteiro, decidiram proibir o áudio de uma instalação com a voz do presidente eleito, Jair Bolsonaro, que seria exibida a partir de hoje na Casa. A obra faria parte da mostra “Literatura Exposta”, que reúne dez artistas e coletivos de artes visuais. Batizada de “A voz do ralo é a voz de Deus”, a instalação foi criada pelo coletivo És uma Maluca e é composta de 6 mil baratas de plástico em volta da tampa de um bueiro, do qual saem trechos de discursos do presidente eleito..Cada artista ou coletivo havia sido provocado a criar uma obra a partir da releitura de um texto de um escritor considerado periférico. O trabalho do És uma maluca inspirou-se no conto “Baratária”, do escritor Rodrigo Santos, de São Gonçalo. O texto fala de uma mulher torturada com baratas introduzidas em sua vagina na período da ditadura militar.— Não nos interessa, no momento, envolver um presidente eleito, que ainda nem tomou posse. O artista é dono de sua obra, mas nós temos responsabilidade pelo espaço, que é público — afirma Chediak, que é teatrólogo, cineasta e jornalista, acrescentando que vai conversar com os artistas do coletivo para que tirem da obra a referência a Bolsonaro. — Isso eu não vou permitir. O presidente foi eleito pela maioria dos brasileiros e merece respeito.Chediak diz, ainda, que se considera traído pela curadoria da mostra, pois não foi informado previamente sobre o conteúdo da instalação:— Já é suspeito o fato de todas as obras estarem aqui para a inauguração da exposição, menos esta.Leandro Monteiro defendeu a decisão de impedir que o áudio com trechos de discursos de Bolsonaro seja utilizado:— Não considero censura. Eu só tenho que preservar a imagem de um presidente eleito. Não vou permitir que isso aconteça em um equipamento público do estado.Procurado pelo GLOBO, o coletivo preferiu não conceder entrevista e disse que ainda está discutindo como proceder. A exposição está prevista para acontecer até 14 de janeiro.
Leia a notícia completa em O Globo Casa França-Brasil proíbe áudio de Bolsonaro em instalação da exposição Literatura Exposta

O que você pensa sobre isso?