Brasileiros 'decentes' não merecem segundo turno entre PT e Bolsonaro, diz Ciro Gomes

Candidato do PDT a presidente participou de ato de campanha na manhã deste domingo no Parque Ibirapuera, em São Paulo. Ele previu ‘final feliz’ da eleição, com ‘o fim da polarização odienta’. O candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes, durante atividade de campanha no Parque Ibirapuera, em São Paulo
Vivian Reis / G1
O candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou neste domingo (16), durante ato de campanha no Parque Ibirapuera, em São Paulo, que homens e mulheres “decentes” não merecem ser obrigados a fazer uma escolha entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) no segundo turno da eleição.
Na mais recente pesquisa de intenção de voto do instituto Datafolha, divulgada na sexta (14), Haddad saltou de 9% para 13% e empatou com Ciro, que também soma 13%. Jair Bolsonaro tem 26%.
“Eu quero organizar todos os brasileiros, homens e mulheres decentes, que dão valor ao trabalho e que não querem ser levados a um segundo turno que os leve a escolher entre o fascismo ou premiar todas as contradições gravíssimas do PT. Isso é uma escolha que o brasileiro não merecia”, declarou.
Mas, segundo Ciro Gomes, há um movimento em curso que, afirmou, permitirá “um final feliz em que vamos eleger o fim da polarização odienta, do ódio na política, e vamos construir um projeto nacional de desenvolvimento encantador”, declarou.
Leia a notícia completa em G1 Brasileiros ‘decentes’ não merecem segundo turno entre PT e Bolsonaro, diz Ciro Gomes

O que você pensa sobre isso?