Bolsonaro minimiza descontentamento de evangélicos com indicação para ministério


RIO – O presidente eleito Jair Bolsonaro minimizou nesta quinta-feira, no Rio, o descontentamento de parte dos evangélicos sobre a indicação de Osmar Terra para o Ministério da Cidadania. O pastor Silas Malafaia, por exemplo, criticou ontem Bolsonaro por deixar Magno Malta, um de seus maiores aliados, fora da Pasta. Segundo o líder religioso, Malta perdeu a reeleição para o Senado porque fez campanha para o presidente eleito. — O Osmar Terra, pelo trabalho que ele fez à frente desse ministério, entendemos que ele podia continuar. Houve um apelo de setores da sociedade para que ele continuasse nessa jornada. Então, ele já tem uma experiência, um bom tempo deixado nesse trabalho e achamos por bem que ele continuasse por lá — afirmou Bolsonaro, em entrevista após participar da formatura do curso de aperfeiçoamento de oficiais, na Vila Militar. Terra é deputado federal reeleito pelo MDB, e foi ministro do Desenvolvimento Social entre 2016 e abril deste ano. O novo ministério comandado por ele reunirá Desenvolvimento Social, Esporte e Cultura.
Leia a notícia completa em O Globo Bolsonaro minimiza descontentamento de evangélicos com indicação para ministério

O que você pensa sobre isso?