Bolsonaro diz que assessora de Magno Malta é 'forte concorrente' a ministério


GUARATINGUETÁ (SP) – Damares Alves, assessora do senador Magno Malta (PR-ES), é uma forte candidata a assumir o Ministério dos Direitos Humanos, segundo o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). A pastora é contrária a pautas do movimento LGBT e luta contra a legalização do aborto. – Damares é uma forte concorrente. É um ministério que se identifica muito com ela, que é Família e Direitos Humanos – disse Bolsonaro. Bolsonaro 30-11O presidente eleito participou nesta sexta-feira da formatura dos novos oficiais da Força Aérea Brasileira na Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR), em Guaratinguetá. Após a cerimônia, Bolsonaro falou com a imprensa sobre outros temas, como o indulto concedido pelo presidente Michel Temer no último Natal e que está em julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF). O indulto, que permite a saída da prisão de presos por corrupção, foi suspenso por decisão liminar do ministro Luis Roberto Barroso. No julgamento dessa semana no STF, no entanto, seis ministros já se colocaram a favor do indulto. Bolsonaro afirmou ser contra o decreto e disse que, se depender dele, “a caneta continuará cheia de tinta”, referência à assinatura de novos indultos.- Não é somente questão de corrupção. Todo criminoso tem que cumprir sua pena de forma integral. Essa é a nossa política e o que eu acertei com o Sérgio Moro. Se não houver punição, acho que isso é um convite à criminalidade – afirmou.Bolsonaro ainda comentou sobre a visita do conselheiro de segurança nacional dos Estados Unidos, John Bolton, nesta quinta-feira Segundo ele, a visita foi agradável e Bolton “se alimentou bem” – na mesa do café da manhã havia potes de danone. Em relação a ter batido continência para o emissário do presidente Trump, o Bolsonaro disse que essa era sua forma de cumprimentar. – Continência é um sinal de respeito. Dou continência pra muita gente e continuarei dando. É minha forma de cumprimentar – disse.Fusão Boeing-EmbraerDurante a cerimônia de formatura, Bolsonaro aproveitou para conversar com a alta cúpula da Aeronáutica. Antes de chegar à Escola de Especialistas, o presidente eleito buscou informações com os comandantes da Força Aérea sobre o acordo de fusão entre Embraer e Boeing. Aos jornalistas, Bolsonaro disse ser favorável.- Essa fusão, sou favorável a ela. A Embraer, se continuar solteira como está a tendência é desaparecer. Nós faremos o prosseguimento a essa fusao.Após a formatura, Bolsonaro foi para o Santuário Nacional de Aparecida. Católico, o presidente eleito visitou a imagem da santa. O político do PSL se encontrará com emissoras católicas nesta tarde antes de ir para Resende, no Rio de Janeiro, para a participação de outra formatura de militares, dessa vez na Academia Militar das Agulhas Negras, onde se formou na década de 70.
Leia a notícia completa em O Globo Bolsonaro diz que assessora de Magno Malta é ‘forte concorrente’ a ministério

O que você pensa sobre isso?