BNDES financiará até 80% dos investimentos de nova rodada de concessão de aeroportos


BRASÍLIA — O BNDES divulga, nesta sexta-feira, as condições de financiamento para investimentos da quinta rodada de concessão de aeroportos, que está marcada para o dia 15 de março. As operações feitas diretamente com o banco de fomento terão um custo financeiro atrelado à TLP (Taxa de Longo Prazo), mais 1,3% ao ano como remuneração básica do BNDES. Haverá ainda uma taxa que varia conforme os riscos de crédito das empresas e dos projetos.Já se as operações forem feitas por meio de instituições credenciadas, o custo será a TLP, mais 1,3% ao ano como remuneração básica do BNDES e 0,15% ao ano como intermediação financiamento do banco de fomento. A instituição credenciada vai negociar sua remuneração diretamente com as empresas. conteudo_leilaoA participação máxima do BNDES será de até 80% do valor dos investimentos e o prazo total do financiamento, de 24 anos. A nova fase de concessão de aeroportos será feita em três blocos regionais, somando 12 terminais. Estão no bloco do Nordeste os aeroportos de Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa e Campina Grande, na Paraíba. No Sudeste, serão leiloados os terminais de Vitória (ES) e Macaé (RJ) e, no Centro-Oeste, Cuiabá, Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta, todos em Mato Grosso.O lance do conjunto dos terminais foi definido em R$ 219 milhões à vista. E, ao longo do contrato, que é de 30 anos, os concessionários terão que desembolsar para a União R$ 2,1 bilhões em outorgas. O investimento previsto para os três blocos é de R$ 3,5 bilhões no total.— O BNDES se tornará o principal financiador de longo prazo no setor de aeroportos _ afirmou ao GLOBO o diretor de Governos e Infraestrutura do BNDES, Marcos Ferrari, acrescentando que uma das novidades dos financiamentos é que eles estão sendo feitos levando em consideração a TLP, taxa que está mais alinhada aos juros de mercado.Aeroporto de FlorianópolisO BNDES acaba de aprovar um financiamento de R$ 376 milhões para a Concessionária do Aeroporto Internacional de Florianópolis. Ele é o maior do estado de Santa Catarina e recebeu um fluxo de 3,83 milhões de passageiros em 2017. A capacidade de seu terminal é de apenas 2,1 milhões de passageiros/ano e o atual pátio de aeronaves também apresenta restrições de capacidade. No primeiro trimestre de 2018, o Aeroporto obteve nota 3,58 na satisfação geral dos passageiros, medida pela Pesquisa SAC, resultado mais baixo registrado dentre os aeroportos pesquisados, informou o BNDES.O plano de investimentos da concessionária vencedora inclui a construção de um novo terminal de passageiros, 10 pontes de embarque, área comercial com aproximadamente 4.000 metros quadrados, a construção de novo estacionamento de automóveis com 2530 vagas, de uma nova pista de táxi para aeronaves e adequações nas pistas de pouso e decolagens, incluindo implantação de áreas de segurança nas cabeceiras das pistas.
Leia a notícia completa em O Globo BNDES financiará até 80% dos investimentos de nova rodada de concessão de aeroportos

O que você pensa sobre isso?