Após batalha judicial, Salgueiro faz eleição para presidência

76581407_RI Rio de Janeiro RJ 06-05-2018 Salgueiro Eleicao para Presidente da Escola - Chapa 1 Regin.jpgRIO – O clima é de tranquilidade na eleição para a presidência do Acadêmicos do Salgueiro, que acontece neste domingo, na quadra da agremiação, no Andaraí. O pleito, com cerca de 580 aptos ao voto que seguirá até as 16h, foi marcado por polêmicas. A chapa de oposição, liderada por André Vaz, obteve uma liminar cancelando a votação, mas a decisão foi revertida na última semana pelos advogados da atual presidente Regina Celi. É grande a presença de cabos eleitorais no entorno da sede da Academia do Samba e há boca de urna no local.

A mandatária, no cargo desde 2009, busca o seu quarto mandato na gestão da escola. O tempo no poder é o ponto central de uma disputa que promete desdobramentos jurídicos mesmo após o término da eleição neste domingo na Rua Silva Teles.

Ex-mulher de Luiz Augusto Duran, o Fu, Regina Celi assumiu a presidência da escola em 2009 para um mandato de três anos. Foi reeleita para o que seria o seu último mandato entre 2012 e 2014. Em 2012, porém, uma mudança no estatuto do Salgueiro ampliou para quatro anos o mandato presidencial, que passaria a vigorar na próxima eleição.

Em 2014, ano da nova eleição, Regina disputou, e venceu, novamente com o argumento de que seria um novo mandato, e não uma segunda reeleição, com a mudança nas regras eleitorais. Na época, as chapas de oposição lideradas pelo intérprete Quinho e pelo seu ex-marido foram impugnadas pela comissão eleitoral. Regina foi aclamada presidente para mais quatro anos.

— A desembargadora manteve a eleição, mas o mérito ainda não foi julgado. Estamos cumprindo o estatuto, questionando o quarto mandato e a montagem da chapa dela. Sócio-benemérito não pode concorrer. Ela colocou cinco ou seis beneméritos nas 15 pessoas da chapa. Salgueiro não pode ficar 17 anos na mesma família: dez dela e sete do Fu (ex-marido de Regina). O Brasil tá pagando um preço grande por isso. Qualquer empresa, clube ou governo precisa mudar ou vira ciclo vicioso. A conta vira um dia — afirmou André Vaz, candidato de oposição.

Já a atual presidente diz que cumpre o estatuto:

— Não é (meu quarto mandato). O estatuto foi aprovado por todos. Eu só sigo o estatuto. Está aí a eleição. Estamos firmes. A gente fez um bom trabalho e estamos aí provando.


Leia a notícia completa em O Globo Após batalha judicial, Salgueiro faz eleição para presidência

O que você pensa sobre isso?