Amostras de solo da Lua serão leiloadas por até US$ 1 milhão


Amostras que serão leiloadas são as únicas partes documentadas da Lua em mãos privadas (Foto: Divugação/Sotheby’s)

Três amostras lunares, trazidas para a Terra em 1970 pela missão soviética Luna-16, serão colocadas à venda no próximo dia 29 de novembro pela casa de leilões Sotheby’s. Quem tiver interesse em adquirir as amostras, que são envoltas sob vidro abaixo de uma lente ajustável, terá que desembolsar entre US$ 700 mil e US$ 1 milhão, segundo estimativa da Sotheby’s.

saiba mais

É isso que acontece com o cérebro humano após uma viagem pelo espaço

As peças, segundo a casa de leilões, foram entregues a Nina Ivanovna Koroleva, viúva do ex-“Chief Designer” e diretor do programa espacial soviético, Sergei Pavlovich Korolev, como um presente em nome da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

Korolev (1906-1966) foi engenheiro de foguetes, projetista de aeronaves e naves espaciais e mentor do programa espacial soviético durante os anos 1950 e 1960 – período crítico para a exploração espacial, com acontecimentos como o lançamento do Sputnik, o primeiro satélite artificial do mundo (1957). Com uma morte prematura em 1966, Korolev nunca chegou a ver as amostras lunares.

As amostras foram anteriormente vendidas na Sotheby’s em 1993 – ocasião que marcou a primeira vez que um pedaço de outro mundo foi sido oferecido para venda ao público. De acordo com a casa de leilões, as rochas lunares são as únicas documentadas e conhecidas em mãos privadas.
Leia a notícia completa em Época Amostras de solo da Lua serão leiloadas por até US$ 1 milhão

O que você pensa sobre isso?