Aloysio Nunes deve ser indicado para cargo de diretor no BID, nos Estados Unidos


BRASÍLIA – Aloysio Nunes Ferreira, ministro das Relações Exteriores, deve ser o novo diretor para o Brasil no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A troca ocorre cerca de dois meses antes do fim do governo de Michel Temer. Senador por São Paulo, Aloysio Nunes deixará o mandato em 1º de fevereiro de 2019.

Advogado com bacharelado em Economia Política e mestrado em Ciência Política pela Universidade de Paris, esta será a primeira vez que Nunes atuará em um organismo multilateral. A informação foi confirmada sob sigilo por fontes em Brasília, que pediram o anonimato.

Bolsonaro fechadas

Aloysio ocupará o lugar de José Guilherme Reis, que está no meio de seu mandato. Não se sabe se esta troca foi negociada com a equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro. Em geral, os mandatos dos representantes brasileiros em organismos multilaterais, como o Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial, costumam ser respeitados nas trocas de governo, mesmo quando há ideologias diferentes entre os representantes e os governantes brasileiros.

Procurado, o Itamaraty não se manifestou sobre o assunto. Não há ainda informações sobre quem poderá assumir o posto de chanceler no resto do governo Temer.

O BID informou, por nota, que “pelo modelo de governança do banco, a decisão dos países membros sobre seus respectivos representantes da Diretoria Executiva é soberana” e que “Não cabe ao banco se pronunciar sobre as decisões dos países membros”.


Leia a notícia completa em O Globo Aloysio Nunes deve ser indicado para cargo de diretor no BID, nos Estados Unidos

O que você pensa sobre isso?